Yamaha assume orgulho por longo capítulo na carreira de Rossi: “Sentiremos muita falta”

Valentino Rossi tem uma longa e vitoriosa passagem pela Yamaha, com 56 vitórias e quatro títulos da MotoGP. Por isso, após o anúncio da aposentadoria do italiano, o presidente da montadora japonesa enviou um comunicado se orgulhando de fazer parte dessa história

A Yamaha faz parte da longa e vitoriosa carreira de Valentino Rossi no Mundial de Motovelocidade. O italiano chegou à montadora em 2004 e ficou inicialmente até 2010. Depois de uma breve passagem pela Ducati, retornou em 2013 e segue até hoje, mesmo que na SRT, uma equipe satélite.

Na Yamaha, Rossi conquistou quatro títulos mundiais e dezenas de vitórias. Agora, com a aposentadoria anunciada, foi celebrado por Yoshihiro Hidaka, presidente da companhia japonesa.

“Primeiro e antes de tudo, quero aproveitar essa oportunidade para expressar minha gratidão a Valentino pela grande parceria que tivemos com ele. Sentiremos muita falta dele na pista, dentro do paddock e nos bastidores da Yamaha, mas respeitamos completamente a decisão dele”, disse Hidaka.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Valentino Rossi anunciou aposentadoria às vésperas do GP da Estíria (Foto: Reprodução/MotoGP)

“Na Yamaha, nos orgulhamos muitos do legado nas corridas que criamos juntos. Os 16 anos em que fomos parceiros foram cheios de batalhas épicas na pista e vitórias. Na Yamaha, sempre tentamos passar os nossos fãs e clientes o sentimento do Kando. De certa forma, a carreira toda de Valentino com a Yamaha personifica essa busca por satisfação e empolgação que vemos quando encontramos algo de excepcional valor. Ficamos muito satisfeitos que Valentino tenha decidido permanecer um piloto Yamaha até o fim da carreira dele na MotoGP e além”, seguiu.

Com a Yamaha, Valentino conquistou 56 vitórias na MotoGP, mas a última foi no GP da Holanda de 2017. Desde então, porém, não conseguiu repetir o mesmo desempenho. Apesar disso, os grandes feitos alcançados foram lembrados pelo dirigente.

“Foram muitos grandes momentos entre a Yamaha e Valentino para poder escolher um como favorito. Também tivemos desafios ao longo dos anos, mas a confiança entre nós nunca desapareceu e até mesmo fortaleceu a nossa parceria ao longo dos anos”, pontuou.

“As conquistas de Valentino vieram de dentro e de fora da pista e elas foram grande e importante parte da herança esportiva da Yamaha. Agradecemos a ele por seus incríveis esforços, habilidades, paixão e otimismo. Somos orgulhosos por fazer parte dessa história única de sucesso. Vamos sempre celebrar as preciosas memórias feitas juntos e esperamos mantê-las adicionando-o como embaixador da Yamaha, finalizou Hidaka.

A MotoGP volta à ativa neste fim de semana após cinco semanas de férias. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Estíria, décima etapa do Mundial de Motovelocidade 2021.

LEIA TAMBÉM
Aos 42 anos, Rossi vê competitividade minguar e se aproxima da aposentadoria da MotoGP
Rossi segue em queda na MotoGP e acumula piores resultados da gloriosa carreira

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar