Zarco dá bote no fim e fatura segunda vitória na temporada 2015 da Moto2. Rins aproveita erro de Rabat e é segundo

Johann Zarco foi impecável na última volta e, com uma bela manobra na curva cinco, deu bote e conquistou seu segundo triunfo em 2015. Tito Rabat errou nos metros finais e ‘entregou’ o segundo posto para Álex Rins

A cobertura completa do GP da Catalunha no GRANDE PRÊMIO

Tito Rabat ralou, ralou, mas não levou o prêmio para casa. Depois de liderar a maior parte da prova deste domingo (14), sempre pressionado por Álex Rins, o campeão vigente viu Johann Zarco aparecer nos giros finais para dar um bote certeiro.

 
Depois de uma largada um tantinho ruim, Zarco conseguiu se recuperar e foi escalando o pelotão até conseguir entrar de vez na briga pelo pódio. Após deixar Sam Lowes para trás, o francês passou a acompanhar de perto a disputa entre Rins e Rabat.
Johann Zarco foi comemorar pertinho da torcida (Foto: Ajo)
A classificação do Mundial de Moto2 após o GP da Catalunha

Em um erro do piloto da Pons, Zarco assumiu o segundo posto e começou a buscar um ponto de ataque.  Na última volta, Johann aproveitou a curva cinco para tomar a liderança de Rabat, que seguiu pressionado por Álex.

 
Na curva dez, o piloto da Marc VDS errou ao tentar atacar Zarco, permitindo a passagem de Rins, que teve uma atuação impecável, especialmente para quem acabou de passar por uma cirurgia no antebraço esquerdo.
Sam Lowes chegou a liderar a disputa depois de uma bela largada, mas não teve ritmo para acompanhar os ponteiros e acabou recebendo a bandeirada na quarta colocação.
 
Luis Salom venceu uma boa disputa com Tom Lüthi e recebeu a bandeirada em quinto. Jonas Folger bateu Franco Morbidelli e foi sétimo. Dominique Aegerter começou bem, mas perdeu ritmo e ficou apenas com a nona colocação, com Lorenzo Baldassarri fechando o top-10.
Após seu segundo triunfo no ano, Zarco repetiu a celebração da Argentina, escalou a barreira de pneus posicionada à frente de um grupo de torcedores e deu um mortal. 
 
Com o resultado, Zarco chegou aos 134 pontos e agora tem 40 pontos de vantagem para Rabat, o segundo colocado. 54 pontos atrás do líder, Lowes tem o terceiro posto, com Lüthi e Rins fechando o top-5.
 
Saiba como foi o GP da Catalunha de Moto2:
 
O temor inicial pela chegada da chuva acabou não se confirmando e o domingo em Montmeló amanheceu como mais um dia de sol. Na hora da largada da Moto2, a temperatura estava na casa dos 26°C, com a pista alcançando os 43°C. Os ventos aumentaram um pouco e sopravam a uma velocidade de 18 km/h.
 
Primeiro francês a conquistar duas poles em uma mesma temporada desde que Randy de Puniet o fez em 2004 nas 250cc, Johann Zarco tinha a ponta do grid na Catalunha, à frente de Jonas Folger e Tito Rabat.
 
Fornecedora dos pneus da Moto2, a Dunlop selecionou para a prova de Montmeló os compostos dianteiros médio ‘2’ e duro ‘3’, e traseiros duro ‘4’ e o estreante duro especial ‘S1’.
Quarto no grid, Sam Lowes saiu bem e chegou a se colocar na ponta, mas foi Rabat que saltou para a liderança ainda na curva um. Dominique Aegerter vinha em terceiro, seguido por Álex Rins e Johann Zarco.
Alex Rins brigou pela vitória do começo ao fim da corrida (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Na curva quatro, Sandro Cortese, Xavier Siméon, Álex Márquez e Axel Pons se envolveram em um incidente.
 
Rodando em segundo, Lowes logo partiu para o ataque, tentando tomar a ponta de Rabat, mas o campeão vigente conseguiu manter a liderança.
 
No segundo giro, Lowes conseguiu passar Rabat e logo abriu 0s223 de vantagem, mas o piloto da Marc VDS vinha rodando rápido e acompanhando o ritmo. Terceiro, Aegerter estava colado no #1 e vinha pressionado por Rins.
 
Na volta seguinte, Álex colocou por dentro e passou Aegerter para assumir o terceiro posto. Rabat vinha 0s118 à frente, colado de Lowes, o líder.
 
Mais atrás, Salom passou Zarco e assumiu o quinto posto e agora tentava descontar os 0s7 de atraso que tinha em relação ao quarto colocado.
 
Na abertura da quarta volta, Rabat usou o vácuo para passar Lowes, que conseguiu se defender de Rins e manteve o segundo posto. Aegerter vinha em quarto, à frente de Salom, Zarco, Tom Lüthi, Franco Morbidelli, Simone Corsi e Lorenzo Baldassarri.
 
Ainda no início da disputa, a direção de prova anunciou que o incidente entre Morbidelli e Pons será avaliado após o fim da corrida.
 
Na ponta, Rins passou Lowes e começou a pressionar Rabat pela ponta. Recém-operado, o titular da Pons conseguiu passar, mas logo levou o troco de Tito. Lowes vinha colocado atrás, com Aegerter já 0s9 atrás do piloto da Speed Up.
 
Sem ritmo, Aegerter perdeu a quarta posição para Salom na reta e, pouco depois, foi passado por Zarco. Sétimo, Lüthi vinha 0s184 atrás de Dominique.
 
Na sétima volta da disputa, Rins seguia pressionando Rabat, mas já tia uma certa folga em relação a Lowes, que rodava um pouco mais lento. Atrás, Zarco passou Salom e começou a caçar o top-3.
 
Mais atrás, Àlex Márquez vinha escalando o pelotão e aparecia em 13º na oitava volta, 2s247 atrás de Mika Kallio, o 12º.
 
Na nona volta, Rins voltou a colar em Rabat, com Lowes subindo o ritmo para voltar à disputa pela ponta.
Com 13 voltas para o fim, Ratthapark Wilairot perdeu a frente e caiu, abandonando a disputa. O tailandês é o substituto de Zaqhwan Zaidi. 
 
Na 11ª volta, Rabat deu uma erradinha e permitiu a passagem de Rins, que tomou a ponta. A falha de Rabat também facilitou a aproximação de Lowes, que agora vinha a apenas 0s225 do campeão vigente. Quarto, Zarco vinha chegando e já estava mais de 2s à frente de Salom.
 
Longe da briga pela ponta, Luis era pressionado por Lüthi. Morbidelli vinha na sequência, com Aegerter, Baldassarri e Folger fechando o top-10.
 
Virando mais rápido, Rins foi tentando fugir do alcance de Rabat, que, por sua vez, já tinha escapado de Lowes. 
Tito Rabat tem 40 pontos de atraso para Zarco na classificação do Mundial (Foto: Marc VDS)
Na reta, o britânico perdeu o posto no pódio para Zarco, enquanto Rabat conseguiu tomar a liderança de Rins.
 
No grid da Moto2, todos os pilotos optaram por compostos médios na dianteira e o duro especial na traseira, exceto Álex Márquez, Marcel Schrotter e Franco Morbidelli, que colocara o composto duro atrás.
 
Na ponta, Rins seguia colado em Rabat, sem que Zarco tivesse condições de acompanhar o ritmo. Lowes, por sua vez, também não pressionava Johann e já tinha mais de 2s de vantagem para Salom, o quinto colocado.
Com sete voltas para o fim, Lüthi passou Salom e assumiu o quinto posto. Morbidelli vinha em sétimo, com Aegerter, Baldassarri e Folger fechando o top-10.
 
Mesmo vindo de uma cirurgia recente no antebraço esquerdo, Rins seguia em forma e pressionando Rabat pela ponta. Zarco também vinha tentando reduzir a diferença e virando mais rápido que os dois ponteiros.
 
Lowes, no entanto, era ainda mais rápido e também vinha descontando o atraso, que era de 0s636 com seis giros para o fim.
 
Na abertura da 18ª volta, Álex tentou usar o vácuo, mas Tito defendeu a liderança. Zarco, por sua vez, já estava grudado no piloto da Pon, enquanto Lowes não tinha conseguido chegar.
 
Muito forte na freada da curva um, Rabat ia controlando a aproximação de Rins, que seguia empenhado em passar. Zarco vinha 0s3 atrás do #40. 
 
Enquanto as coisas na ponta esquentavam, mais atrás a briga também era boa. Lüthi passou Salom e assumiu o quinto posto, com Folger passando Morbidelli para subir para sétimo.
 
Com três voltas para o fim, Rins colou em Rabat e os dois chegaram a ficar lado a lado na reta, mas o piloto da Marc VDS retardou a freada da curva um e manteve a ponta.
 
Metros depois, Álex escapou da trajetória na curva quatro e permitiu a passagem de Zarco, que subiu para segundo, 0s157 atrás de Tito.
 
O piloto da Pons usou o vácuo e tentou retomar o segundo posto, mas Zarco defendeu e manteve a ponta. Pouco depois, o líder do Mundial passou Tito por dentro e assumiu a ponta.
 
Rins tentou aproveitar e deixar Rabat para trás, mas Tito fechou a porta. O #1 errou ao atacar Zarco na curva dez e permitiu Rins passasse para receber a bandeirada na frente.
 

#GALERIA(5348)

Moto2, GP da Catalunha, corrida:

1 5 JOHANN ZARCO FRA AJO Kalex 41:15.487  
2 40 ÁLEX RINS ESP PONS Kalex +0.426  
3 1 ESTEVE RABAT ESP MARC VDS Kalex +1.115  
4 22 SAM LOWES ING SPEED UP +3.914  
5 39 LUIS SALOM ESP PONS Kalex +7.080  
6 12 THOMAS LÜTHI SUI INTERWETTEN Kalex +7.383  
7 94 JONAS FOLGER ALE ARGIÑANO & GINÉS Kalex +8.839  
8 21 FRANCO MORBIDELLI ITA ITALTRANS Kalex +10.352  
9 77 DOMINIQUE AEGERTER SUI INTERWETTEN Kalex +10.638  
10 7 LORENZO BALDASSARRI ITA FORWARD Kalex +10.730  
11 73 ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex +11.052  
12 36 MIKA KALLIO FIN ITALTRANS Kalex +16.338  
13 3 SIMONE CORSI ITA FORWARD Kalex +16.649  
14 55 HAFIZH SYAHRIN MAS RACELINE Kalex +19.548  
15 60 JULIÁN SIMÓN ESP QMMF Speed Up +19.657  
16 23 MARCEL SCHROTTER ALE TECH3 Mistral 610 +19.966  
17 57 EDGAR PONS ESP PONS Kalex +27.233  
18 4 RANDY KRUMMENACHER SUI JIR KALEX +30.281  
19 25 AZLAN SHAH MAS TEAM TADY Kalex +30.344  
20 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP TEAM TADY Kalex +39.906  
21 66 FLORIAN ALT ALE IODA Suter +43.463  
22 95 ANTHONY WEST AUS QMMF Speed Up +43.641  
23 96 LOUIS ROSSI FRA TASCA Tech3 +44.849  
24 2 JESKO RAFFIN SUI SAG Kalex +48.202  
25 10 THITIPONG WAROKORN TAI SAG Kalex +1:01.457  
26 93 RAMDAN ROSLI MAL PETRONAS Kalex +1:07.876  
27 88 RICKY CARDÚS ESP TECH3 Mistral 610 + 6 voltas NC
28 15 RATTHAPARK WILAIROT MAL JPMOTO MALAYSIA Suter + 14 voltas NC
29 70 ROBIN MULHAUSER SUI INTERWETTEN Kalex + 16 voltas NC
30 11 SANDRO CORTESE ALE INTACT Kalex sem tempo  
31 49 AXEL PONS ESP ARGIÑANO & GINÉS Kalex sem tempo  
32 19 XAVIER SIMÉON BEL GRESINI Kalex sem tempo  

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube