Blaney espanta zica, segura Harvick e vence a primeira na Nascar em Pocono. Johnson sofre acidente forte

Ryan Blaney finalmente transformou o bom equipamento da Wood Brothers em uma visita ao Victory Lane. O jovem piloto teve maturidade para segurar Kevin Harvick e vencer pela primeira vez na divisão principal da Nascar

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Uma das grandes marcas da temporada 2017 da Nascar é a pluralidade de vencer. E, pela terceira vez no ano, uma corrida terminou com um vencedor inédito: Ryan Blaney fez um fim de prova livre de erros, segurou Kevin Harvick e triunfou em Pocono neste domingo (11).
 
Foi uma vitória madura. Depois de ultrapassar Kyle Busch e tomar a liderança, Blaney não conseguiu disparar, mas manteve a calma. Kevin Harvick se aproximou e, mesmo passando as últimas oito voltas colado no #21, não encontrou jeito de tomar a ponta. A diferença entre os dois na linha de chegada foi de apenas 0s139.
 
Blaney estreou na divisão principal da Nascar em 2014, mas só começou a disputar temporadas completas em 2016, quando fez um campeonato mediano. Em 2017, um salto de desempenho: apoiada pela Penske, a equipe Wood Brothers passou a brigar por vitórias com frequência. Mas uma série recente de infelicidades, como acidentes e problemas mecânicos, deixou Ryan em situação mais delicada na busca por vagas nos playoffs. Agora, essa situação está resolvida: o piloto de 24 anos já está classificado para o ‘mata-mata’.
Ryan Blaney pilotou como gente grande em Pocono (Foto: Nascar Media)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Erik Jones, outro que lutou pela vitória, cruzou a linha de chegada em terceiro. Kurt Busch e Brad Keselowski completaram o top-5. Kyle Busch, piloto que mais liderou voltas, ficou apenas com o nono lugar depois de uma estratégia que se provou errada.
 
O susto da tarde ficou por conta de Jimmie Johnson. O piloto do #48 perdeu os freios na aproximação da curva 1 e bateu em alta velocidade. O piloto escapou ileso, mas o carro ficou destruído.
Jimmie Johnson terminou com danos sérios (Foto: Reprodução/Twitter)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Só posso especular que os freios ficaram quentes demais. quando fui pisar, os pedais foram direto para o assoalho. Nesse momento eu só engatei a terceira marcha e tentei desacelerar. Mas estou bem. Certamente foi um grande susto”, disse Johnson.
 
Jamie McMurray, que vinha logo atrás, derrapou em fluídos deixados pelo #48 e sofreu impacto semelhante. O piloto também escapou sem ferimentos.

Nascar 2017, Pocono, corrida, final:

1 21 RYAN BLANEY EUA WOOD BROTHERS FORD 160 voltas  
2 4 KEVIN HARVICK EUA STEWART-HAAS FORD +0.139  
3 77 ERIK JONES EUA FURNITURE ROW TOYOTA +1.822  
4 41 KURT BUSCH EUA STEWART-HAAS FORD +3.112  
5 2 BRAD KESELOWSKI EUA PENSKE FORD +3.328  
6 78 MARTIN TRUEX JR. EUA FURNITURE ROW TOYOTA +4.557  
7 42 KYLE LARSON EUA GANASSI CHEVROLET +4.764  
8 24 CHASE ELLIOTT EUA HENDRICK CHEVROLET +5.889  
9 18 KYLE BUSCH EUA JOE GIBBS TOYOTA +7.265  
10 20 MATT KENSETH EUA JOE GIBBS TOYOTA +7.625  
11 17 RICKY STENHOUSE JR. EUA ROUSH FENWAY FORD +8.608  
12 11 DENNY HAMLIN EUA JOE GIBBS TOYOTA +8.996  
13 3 AUSTIN DILLON EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +9.824  
14 31 RYAN NEWMAN EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +10.579  
15 19 DANIEL SUÁREZ MEX JOE GIBBS TOYOTA +11.766  
16 10 DANICA PATRICK EUA STEWART-HAAS FORD +12.955  
17 14 CLINT BOWYER EUA STEWART-HAAS FORD +13.879  
18 13 TY DILLON EUA GERMAIN CHEVROLET +15.593  
19 37 CHRIS BUESCHER EUA JTG DAUGHERTY CHEVROLET +15.651  
20 27 PAUL MENARD EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +15.702  
21 6 TREVOR BAYNE EUA ROUSH FENWAY FORD +17.382  
22 47 AJ ALLMENDINGER EUA JTG DAUGHERTY CHEVROLET +18.046  
23 22 JOEY LOGANO EUA PENSKE FORD +27.534  
24 95 MICHAEL McDOWELL EUA LEAVINE CHEVROLET +42.497  
25 38 DAVID RAGAN EUA FRONT ROW FORD +1 volta  
26 43 DARRELL WALLACE JR. EUA RICHARD PETTY FORD +1 volta  
27 34 LANDON CASSILL EUA FRONT ROW FORD +2 voltas  
28 83 COREY LAJOIE EUA BK TOYOTA +3 voltas  
29 23 GRAY GAULDING EUA BK TOYOTA +4 voltas  
30 72 COLE WHITT EUA TRISTAR FORD +5 voltas  
31 15 REED SORENSON EUA PREMIUM TOYOTA +6 voltas  
32 32 MATT DIBENEDETTO EUA GO F A S FORD +7 voltas  
33 55 DERRIKE COPE EUA PREMIUM TOYOTA +7 voltas  
34 33 JEFFREY EARNHARDT EUA CIRCLE SPORT CHEVROLET +14 voltas NC
35 5 KASEY KAHNE EUA HENDRICK CHEVROLET +20 voltas NC
36 48 JIMMIE JOHNSON EUA HENDRICK CHEVROLET +65 voltas NC
37 1 JAMIE McMURRAY EUA GANASSI CHEVROLET +65 voltas NC
38 88 DALE EARNHARDT JR. EUA HENDRICK CHEVROLET +102 voltas NC
39 51 CODY WARE EUA RICK WARE RACING CHEVROLET +125 voltas NC
A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube