Edwards vence prova marcada por chuva forte, bandeira vermelha e muitos acidentes em Bristol

Carl Edwards saiu vitorioso no caos em que se tornou a corrida da Nascar em Britol neste domingo (16) à noite. Chuva e muitos acidentes marcada a prova no oval do Tennessee, que recebeu a quarta etapa do campeonato

Carl Edwards garantiu a vitória na noite deste domingo (16) em Bristol na Nascar. A quarta etapa da temporada 2014 foi marcada por atrasos e uma longa bandeira vermelha por conta da forte chuva que atingiu o oval do Tennessee, além de diversos incidentes.

A chuva intermitente fez com que a largada acontece quase duas horas depois do horário inicialmente previsto. Quando a bandeira verde foi finalmente agitada, Brad Keselowski e o companheiro de Penske, Joey Logano, rapidamente superaram o pole Denny Hamlin e se revezaram na liderança da prova nas voltas iniciais, antes de Jimmie Johnson tomar a ponta durante os primeiros pit-stops, na 76ª passagem.

Johnson, no entanto, acabou perdendo o comando da corrida para Matt Kenseth pouco antes de a corrida atingir a marca de 100 voltas. JJ ainda sofreria um estouro do pneu dianteiro direito, que o deixaria ainda três giros atrás dos ponteiros. Logano também se viu em apuros por conta de um problema na direção hidráulica.

Tempo ruim prejudicou prova em Bristol (Foto: Getty Images)

Kenseth liderava quando a prova precisou ser paralisada. Jamie McMurray, Keselowski, Kurt Busch e Dale Earnhardt Jr. formavam o top-5 da classificação naquele momento. Os pilotos haviam percorrido apenas 125 voltas das 500 previstas quando o mau tempo novamente bagunçou a programação. Uma forte chuva forçou a bandeira vermelha. A interrupção manteve os carros cobertos no pit-lane por três horas e 20 minutos.

Quando enfim a água parou, a Nascar colocou seus caminhões na pista para a secagem do asfalto. Na relargada, depois de 12 giros com safety-car puxando o pelotão, Kenseth já lidava com a pressão de McMurray e Keselowski. Kurt Busch, Earnhardt Jr. e Kevin Harvick vinham logo na sequência.

Kenseth manteve a ponta até a 153ª passagem da corrida, quando foi superado por Kurt pelo lado de baixo do traçado, pouco antes de Cole Whitt rodar e forçar a bandeira amarela. No rescaldo do incidente, Timmy Hill bateu na traseira de Kenseth, que teve de ir aos boxes pare reparos. McMurray, na confusão, acabou tomando a frente e, em seguida, a prova entrou em ritmo de bandeira amarela novamente por conta de óleo na pista no fim da volta 186.

No reinício, Clint Bowyer pegou a liderança pelo lado de fora da pista, trazendo consigo Kyle Busch e seu irmão Kurt. Kyle ainda assumiria a posição de líder logo em seguida, no 195º giro. O norte-americano se manteve à frente até a 270ª passagem, quando teve um problema de pneu e precisou ir aos boxes.

Aí Ryan Truex provocou nova amarela ao bater no muro na curva 3. O acidente colocou Kasey Kahne na ponta na volta 285, com Matt Kenseth agora em segundo depois de uma boa recuperação. Ricky Stenhouse Jr., Kyle Larson, Carl Edwards e Aric Almirola apareciam na sequência.

Na 333ª passagem, a prova viu mais uma bandeira amarela, por conta de David Ragan. Na relargada, Kenseth subiu para primeiro e por lá ficou até a volta de número 394, quando a corrida perdeu ritmo por conta de um acidente com Kyle Busch na curva 4 e que envolveu também seu irmão.

Já sob luzes artificiais, a corrida reiniciou com Harvick e Edwards superando Kenseth, que perdia posições devido ao pouco desempenho dos pneus. Aí Larson escapou da pista, paralisando novamente as ações. Martin Truex Jr. também provocaria uma bandeira amarela pouco depois disso, na volta 411.

De novo em bandeira verde, Edwards ficou por fora para assegurar a ponta, que durou pouco já que Harvick estampou o muro na sequência. Na 451, Harvick bateu forte na curva 4, causando nova paralisação.

Carl Edwards dá a tradicional cambalhota para celebrar vitória em Britol (Foto: Getty Images)

As quarenta voltas finais viram uma boa briga entre Edwards, Almirola, Stenhouse, Tony Stewart e Marcos Ambrose, mas o dono do carro #99 foi capaz de escapar e, assim, garantir o triunfo. Um novo sinal de chuva surgiu perto da passagem de número 497, e a Nascar decidiu que já era hora de encerrar as disputas em Bristol.

Com os resultados, Keselowski lidera o campeonato, com 163 pontos, dez a mais de Earnhardt Jr. Edwards é o terceiro. A próxima etapa acontece já no próximo fim de semana, em Fontana.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube