Gordon abre última temporada em tempo integral na Nascar com pole para 500 Milhas de Daytona

O tetracampeão Jeff Gordon conquistou neste domingo (15) a 78ª pole da carreira na elite da Nascar. Seu companheiro de equipe, Jimmie Johnson, largará ao seu lado na primeira fila. Resto do grid será definido pelos tradicionais ‘duels’

O tetracampeão Jeff Gordon conquistou a pole position da Daytona 500. O veterano conseguiu a velocidade média de 201,293 mph no treino classificatório realizado neste domingo (15).
 
Essa foi a pole de número 78 na carreira de Gordon, que faz sua última temporada em tempo integral na categoria. Na segunda posição, o pentacampeão Jimmie Johnson fecha a primeira fila. Os dois pilotos da Hendrick Motorsports também vão largar na frente dos Budweiser Duels. Provas que ocorrem no dia 19, e que definem o grid da Daytona 500.
 
O piloto da Michael Waltrip Racing, Clint Bowyer, se envolveu em um forte acidente ao fim do primeiro segmento da classificação. Clint foi bloqueado por Reed Sorensen, fato que provocou um acidente de grandes proporções. JJ Yeley e Bobby Labonte também foram envolvidos. 
 
Nesse ano, a Nascar utilizou a classificação em grupos, diferente de outros anos, quando os pilotos faziam duas voltas de classificação, um por vez. O piloto da MWR reclamou do novo sistema, culpando o novo formato de classificação pelo incidente.
 
Em Talladega, no mês de outubro, o novo formato já havia provocado polêmica, logo depois que Ricky Stenhouse Jr e Justin Allgaier ficaram de fora de uma prova de Chase ao fim do novo treino classificatório.
 
Com Jimmie e Gordon classificados, as outras 41 vagas para a corrida mais importantes do calendário serão decididas na quinta-feira.
 
Entenda a definição do grid para Daytona 500
Jeff Gordon é o pole das 500 Milhas de Daytona (Foto: Getty Images)
Após o treino classificatório, o primeiro e segundo colocados garantem a primeira fila da Daytona 500. Os dois primeiros ganham respectivamente as poles para os Duels — baterias que acontecerão na quinta-feira.
 
O primeiro dos duelos tem os pilotos que ficaram nas posições ímpares na tomada de tempos; o segundo, aqueles das posições pares.
 
Entre as posições do grid 3 e 32, o top-15 de cada Duel se classifica. Se algum piloto já estiver classificado, entra um piloto do top 16. Os lugares entre 33º e 36º vão para os pilotos que não ficaram entre os 15 primeiros na corrida, mas que, na qualificação fizeram os quatro melhores tempos, ou seja, os tempos são colocados em ordem e os quatro melhores ganham as vagas. Entre a 37ª e 42ª posições, classificam-se os seis melhores da tabela de carros do ano anterior. A vaga 43º vaga é reservada a um antigo campeão que não tenha conseguido vaga, sendo de preferência o último campeão.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube