Johnson quebra sequência negativa, estraga festa de Keselowski e vence etapa da Nascar no Texas

Brad Keselowski liderou 312 das 334 voltas da prova da Nascar no Texas. Mas isso não foi garantia de vitória: Jimmie Johnson, já eliminado do Chase, estragou a festa do #2 com uma ultrapassagem precisa nos últimos giros. Joey Logano teve outro dia ruim e acabou em 40º

Em Fontana, Brad Keselowski venceu sua primeira prova em 2015 depois de liderar apenas a última volta. No Texas, neste domingo (8) Jimmie Johnson tratou de lhe aplicar golpe semelhante: em prova amplamente dominada pelo piloto da Penske, o #48 cresceu nas últimas voltas, tomando a liderança com apenas quatro giros para o fim e assegurando uma bela vitória.
 
Keselowski liderou incríveis 312 das 334 voltas no Texas, mas cedeu justamente quando menos podia. Com isso, Brad perdeu a oportunidade de ouro de carimbar uma vaga na decisão do campeonato. Como Johnson já está eliminado do Chase, três vagas seguem em aberto para a final da Nascar, em Homestead.

Antes deste final de semana, Johnson tinha quatro vitória no bolso em 2015, mas todas na primeira metade da temporada. Depois disso, o piloto pecou pela inconstância, que acabou por lhe custar a continuidade no Chase.

Johnson tirou o doce da boca de Keselowski no Texas (Foto: Getty Images)
Para Keselowski, fica o consolo de somar muitos pontos com o segundo lugar. Kevin Harvick acabou em terceiro, superando dois furos de pneu e uma caixa de câmbio problemática. Kyle Busch e Carl Edwards fecharam o top-5.

Ninguém teve um dia mais difícil do que Joey Logano, que buscava um bom resultado depois das confusões com Matt Kenseth em Martinsville. Mas o dia do #22 acabou logo nas primeiras voltas, quando um pneu furado destruiu a traseira do Ford. O candidato ao título acabou em 40º.

 
A próxima etapa da Nascar, penúltima da temporada, será disputada em Phoenix. Lá, serão conhecidos os pilotos que, ao lado de Jeff Gordon, disputarão o título em Homestead.

Saiba como foi a etapa do Texas da Sprint Cup

 
Brad Keselowski, vencedor da etapa da Xfinity deste sábado (7), largou da pole e conseguiu manter a liderança nas primeiras voltas. Sua missão foi facilitada por causa de Kevin Harvick, que largou mal e precisou se preocupar mais com Kyle Busch – que não foi capaz de tomar o segundo posto.
 
Logo atrás dos três primeiros, Joey Logano já vinha pressionando Kyle Busch. Mas, subitamente, o #22 começou a ficar para trás: um pneu traseiro furou, fazendo o piloto da Penske rodar e ir para o fim do pelotão. A bandeira amarela foi acionada.
 
Os pilotos não pensaram duas vezes antes de fazer o primeiro pit da prova, ainda na volta 12. A chuva levou ao cancelamento de dois treinos e muitos carros ainda estavam sem o acerto ideal.
 
Keselowski manteve a liderança nos boxes, ainda com Harvick atrás.Kyle Busch, Kyle Larson e Dale Earnhardt Jr. fechavam o top-5.
 
Na relargada, uma belíssima briga pela liderança aconteceu. Keselowski e Harvick passaram uma volta inteira andando lado a lado, até que Kevin se consolidasse em primeiro. Kyle Busch, Dale Jr. e Martin Truex Jr. fechavam o top-5.
 
Na volta 25, mais um piloto com problemas. Ryan Blaney bateu no muro, comprometendo a lateral do #21 e exigindo outra amarela. E, novamente, todos foram aos boxes.
 
Keselowski voltou à liderança nos pits, enquanto Denny Hamlin ia para a garagem, com problemas relacionados à pressão do combustível.
Keselowski voltou a andar bem na Nascar, mas isso não resultou em vitória (Foto: Nascar)
Harvick, que havia caído para terceiro nos boxes, voltou ao segundo posto na relargada, superando Kyle Busch. Truex Jr. e Kurt Busch fechavam o top-5.
 
Com 36 voltas completas, ficou claro que a bruxa estava solta no Texas. Mais um pneu havia furado, desta vez o de Harvick. O #4, todavia, não danificou o carro, conseguindo ir aos boxes sem dificuldades.
 
A bandeira amarela, acionada por causa dos restos de borracha na pista, manteve Harvick na volta do líder, mas em 27º. Jeff Gordon aproveitou para fazer mais um pit, caindo para 21º.
 
Uma nova relargada foi dada, com Keselowski mantendo a ponta. Kyle Busch, Truex Jr, Kurt Busch e Dale Jr.
 
O #88, na volta 50, foi a nova vítima dos pneus Goodyear. Dale ficou lento no meio de uma curva, precisando ir aos boxes e perdendo uma volta. Em seguida, Tony Stewart rodou sozinho, sem um motivo claro. Aí sim, a Nascar trouxe a amarela.
 
Temerosos de que o problema dos pneus seguisse fazendo vítimas, os pilotos optaram por fazer mais uma parada, apesar da pouca quilometragem da borracha.
 
Keselowski, uma vez mais, relargou em primeiro. Kyle Busch, Truex Jr., Larson e Kurt Busch fechavam o top-5.
 
Larson, em quarto, estava em um bom momento na prova. O #42, que já havia furado um pneu na Xfinity, conseguiu deixar Kyle Busch e Truex Jr. para trás, tomando o segundo posto – e se aproximando de Keselowski.
 
O #42 conseguia ser, em média, 0s3 mais rápido que o #2 por volta. Com isso, a vantagem de 3s de Keselowski foi rapidamente consumida. Quando a vantagem chegou a 1s, Brad tratou de tirar tudo que podia do carro, estabilizando a diferença.
Mas a alegria de Larson também foi breve. O jovem explodiu um de seus pneus, trazendo mais uma amarela na volta 100. Os pilotos, todos foram aos boxes – onde Keselowski seguiu líder.
 
Atrás de Keselowski, Kyle Busch retomou o segundo posto na relargada. Truex Jr., Johnson e Harvick – já recuperado dos problemas anteriores – fechavam o top-5.
Harvick foi um dos poucos capazes de desafiar Keselowski, mas enfrentou uma série de problemas (Foto: Nascar)
Johnson, já fora do Chase, conseguiu melhorar seu ritmo e deixar ambos Kyle Busch e Truex Jr. para trás. O próprio Martin também conseguiu deixar o irmão de Kurt para trás, retornando ao terceiro posto.
 
Mas o quinto colocado, Harvick, foi melhor ainda na arte de ultrapassar. O #4, em poucas voltas, deixou Kyle, Martin e Jimmie para trás. Agora em segundo, Kevin precisava acabar com a vantagem de 2s8 de Keselowski.
 
Dale Jr., outro que se recuperou de um problema nos pneus, fez uma recuperação semelhante a de Harvick, saltando para terceiro.
 
Depois de algum tempo, o problema dos pneus voltou a fazer vítimas. Ryan Newman, andando no meio do pelotão, sofreu um furo e encheu a reta oposta de detritos. A bandeira amarela, uma vez mais, foi necessária.
 
A nova relargada foi dada. Uma vez mais, Keselowski conseguiu liderar, enquanto Johnson, Harvick, Truex Jr. e Carl Edwards fechavam o top-5. Dale Jr., que vinha no top-5, tocou o muro e perdeu diversas posições. Ao fim da primeira volta em bandeira verde, o #88 era o 17º.
 
Com sérios problemas, Dale Jr. acabou rodando sozinho. A Nascar trouxe mais uma amarela, temendo a presença de detritos na pista. Mais um pit, mais uma vez que Keselowski carimbou a liderança – já eram 157 voltas na ponta.
 
Para não deixar duvidas de que estava em um dia perfeito, Keselowski disparou novamente na relargada. Em poucas voltas, a diferença para Johnson, segundo, era de 3s. Edwards, Truex Jr. e Harvick.
 
Se Johnson não era capaz de ameaçar Keselowski, restava brigar com Edwards. O #19 colocava muita pressão no #48, mas sem conseguir concretizar a ultrapassagem.
 
As voltas passavam e as primeiras posições se estabilizavam. Isso até que Trevor Bayne, outro com pneu furado, sujou a pista e exigiu a amarela.
 
A briga pelo segundo lugar pegou fogo na relargada. Enquanto Keselowski se sustentava, Truex Jr. atacou Edwards e, por dentro ultrapassou o piloto da Joe Gibbs. Isso enquanto Johnson, com uma relargada ruim, acabava em sexto.
 
O quarto colocado era Harvick, próximo de Edwards. Larson, de volta ao top-5, também matinha o contato.
 
Mas Larson certamente estava com algum encosto no carro. Seu carro voltou a soltar uma fumaça suspeita, indicando novos problemas no pneu. Kyle conseguiu seguir adiante, mas precisou ser mais cauteloso – o que lhe custou uma posição contra Johnson.
Johnson tirou o doce da boca de Keselowski no Texas (Foto: Getty Images)
Edwards, ainda colado em Truex Jr., conseguiu uma ultrapassagem sobre o #78 – só para levar o troco na volta seguinte. Harvick, conseguindo encaixar uma série de ótimas voltas após a relargada, conseguiu chegar na dupla.
 
Depois disso, era questão de tempo antes de ultrapassar, dado o melhor ritmo. Harvick cumpriu a tarefa rapidamente saltando para segundo.
 
Com 82 giros para o fim, um novo ciclo de pits começou. Dessa vez, em bandeira verde. Nos boxes, Truex Jr. não conseguiu a parada mais veloz, perdendo uma posição para Edwards e ficando em quarto.
 
Mas Truex Jr. tinha todo o ritmo necessário para voltar ao terceiro lugar, coisa feita em poucas voltas. Depois, Edwards precisou se preocupar com Kyle Busch, que se aproximava lentamente.
 
No giro 267, Kyle Busch  deixou seu companheiro de equipe para trás. Nesse processo, Truex Jr. conseguiu abrir boa vantagem.
 
Harvick começou a desenvolver problemas mecânicos na segunda metade da prova, precisando ser mais cauteloso. A cautela, porém, não impediu que um novo furo de pneu atormentasse o #4. Kevin precisou fazer um pit em bandeira verde, que lhe jogou uma volta atrás do líder, em 21º.
 
Com 50 voltas para o fim, a ordem era Keselowski, Truex Jr., Kyle Busch, Johnson e Edwards.
 
A falta de bandeiras amarelas, todavia, jogou a favor de Harvick. Os pilotos precisariam de mais uma parada antes do fim da prova. Quando a rodada aconteceu, Kevin se viu na liderança pela primeira vez em muito tempo.
 
Mas Keselowski, com pneus mais novos e um carro melhor acertado, precisou de apenas duas voltas para retomar a ponta. Harvick, agora precisaria se preocupar com os demais ponteiros, também em melhores condições.

Truex Jr., por exemplo, não teve a menor dificuldade para deixar o atual campeão para trás. Johnson e Kyle Busch fizeram o mesmo.
 
Com 24 voltas para o fim, um fator surpresa iria exigir muito dos estrategistas: Erik Jones, com um pneu furado, exigiu mais uma bandeira amarela. Agora, os pilotos poderiam seguir até o fim com pneus gastos, ou optar por novos e correr o risco de perder posições.
 
Mas, no fim das contas, todos optaram por parar. Keselowski e Truex Jr. saíram dos boxes em primeiro e segundo, com Johnson atrás. Jamie McMurray, quarto, trocou apenas dois pneus e ganhou diversas posições. Kyle Busch fechavam o top-5.
 
Na relargada, Truex Jr. chegou muito perto de superar Keselowski. O #78 chegou a ficar brevemente em primeiro, mas acabou mal posicionado – o que lhe jogou para terceiro.
 
O segundo, agora, era Johnson. Jimmie estava louco para estragar a festa de Brad, conseguindo se manter muito próximo do líder.
 
Em terceiro agora estava Harvick, depois de deixar Truex Jr. para trás. A dupla já estava muito atrás dos líderes.
 
Johnson tinha mais velocidade nas retas, mas perdia nas curvas. Depois de tanto martelar, Jimmie conseguiu ultrapassar Keselowski, em definitivo, com quatro voltas para o fim.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube