Logano aproveita pista mais fria do início de noite, não dá chance e garante pole em Atlanta na Nascar

Em um bom momento, Joey Logano, vencedor da Daytona 500, soube aproveitar o pôr-do-sol e as baixas temperaturas da Geórgia para marcar um tempo quase dois décimos mais rápido que o de Kevin Harvick e ficar com a pole

A tarde desta sexta-feira (27) em Atlanta garantiu algumas surpresas na Nascar. Joey Logano soube se aproveitar das condições inconstantes do asfalto do início da noite e, com o tempo de 28.477, cravou a pole-position para a segunda corrida da temporada 2015. A marca foi mais do que suficiente para bater Kevin Harvick, que sai da segunda colocação com um registro quase dois décimos mais lento.

Na parte de trás do grid, alguns pilotos passaram por situações difíceis. 13 carros não tiveram tempo hábil para ir à pista, pois não passaram pela inspeção obrigatória, realizada antes do treino. Isso colocou nomes como Tony Stewart, Jeff Gordon e Jimmie Johnson no fundo do pelotão, em posições desconfortáveis para a corrida deste domingo.

Joey Logano celebra pole em Atlanta na Nascar (Foto: Getty Images)

Saiba como foi a classificação da Nascar em Atlanta

Quando a bandeira verde foi agitada, os termômetros no oval de Atlanta marcavam apenas sete graus, apesar do céu aberto e do sol. Aliás, o astro-rei se mostrou um desafio para os pilotos. O treino de classificação – assim como a corrida – é disputado durante o pôr-do-sol, o que sempre complica a visão dos pilotos.

O primeiro carro na pista foi o de Joe Nemechek, que fechou uma volta em 29.513. Na sequência, Brett Moffitt baixou a marca para 28.955. O tempo não foi tão facilmente batido, sendo melhor que o de pilotos com o gabarito de Kevin Harvick e AJ Allmendinger. Todavia, Joey Logano, Carl Edwards, Brad Keselowsky e Ryan Newman conseguiram ser mais velozes. O líder do campeonato, por exemplo, assumiu a ponta com 28.542.

A marca perdurou no topo da lista de tempos. E com sobras: era mais de um décimo melhor que a de Denny Hamlin, que terminou o primeiro trecho do treino na segunda posição. O melhor que o campeão de 2014 conseguiu fazer foi 28.689.

Quinze pilotos não conseguiram ir à pista durante a sessão, dentre os quais muitos nomes de peso. Tony Stewart, Jeff Gordon e Jimmie Johnson, por exemplo, não passaram pela inspeção obrigatória, realizada antes do treino.

Gordon, aliás, ficou irritado com a situação: o veterano não foi à pista naquela que deve ser sua última corrida em Atlanta. Como foi nesse circuito em que o piloto estreou na Sprint Cup, em 1992, essa etapa tem um gosto especial para o tetracampeão. Mesmo assim, sua posição de largada não será das melhores.

Apesar dos muitos nomes envolvidos, apenas quatro — Reed Sorenson, Michael Annet, Mike Wallace e Matt DiBenedetto — não poderão largar para a segunda etapa da temporada.

Na segunda parte do treino, Kevin Harvick assumiu a ponta, marcando 28.560. Harvick era visto com certo favoritismo, após marcar a pole-position nessa pista em 2014. Atrás, Logano, Hamlin, Jamie McMurray e Dale Earnhardt Jr. fechavam os cinco primeiros.

Os outros sete que fecharam o grupo de doze carros que avançam para a última parte do treino foram Kyle Larson, Edwards, Newman, Sam Hornish Jr., Kasey Kahne, Allmendinger e Keselowsky.

Na fase decisiva da classificação, a noite já dominava e a temperatura baixava ainda mais, alterando as condições do asfalto. Assim, era impossível prever quem seria o mais veloz. Quando a bandeira verde foi agitada, Harvick logo voltou à ação, marcando 28.608.

Mas a ponta não durou muito: Logano alcançou impressionantes 28.477 e ficou confortável na primeira posição. Mesmo Keselowski, seu companheiro de equipe, estava dois décimos mais lento. Apesar das tentativas dos rivais, Logano segurou a ponta até o cronômetro zerar. Atrás, Harvick, McMurray, Hamlin, Edwards, Larson, Newman, Hornish Jr., Earnhardt Jr, Kahne, Allmendinger e Keselowski fecharam os doze primeiros.

Foi a primeira vez que Logano fez a pole em Atlanta, além de ser a nona de todas suas oito temporadas na Nascar. Com o feito de hoje, o líder do campeonato somou mais um ponto, chegando aos 48.

A largada para a segunda etapa da temporada 2015 está marcada para domingo (1), às 15h (de Brasília).

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube