Sobrinho de Mario, John Andretti perde luta contra câncer e morre aos 56 anos

Uma das famílias mais tradicionais do esporte a motor chora a morte de um dos seus entes nesta quinta-feira (30). John Andretti, sobrinho de Mario Andretti, perdeu a batalha contra um câncer no cólon e morreu aos 56 anos. A notícia foi divulgada pela Andretti Autosport, equipe de Michael Andretti na Indy

John Andretti perdeu sua batalha contra um câncer no cólon e morreu nesta quinta-feira (30) aos 56 anos. O ex-piloto, que havia sido diagnosticado com a doença e lutava desde então pela cura, viveu o auge da sua carreira na Nascar, onde disputou 393 corridas e venceu as 500 Milhas de Daytona, em 1997, e em Martinsville, em 1999. 
 
Filho de Aldo, irmão gêmeo de Mario Andretti e primo de Michael, John também disputou 73 provas na Indy e venceu uma delas, em Surfers Paradise, na Austrália, em 1991, e correu sete corridas na IRL (categoria após cisão com a CART em 1996), todas em ovais, de 2007 a 2011, tendo como melhor resultado o sétimo lugar no Texas em 2008. Ao todo, John Andretti disputou 12 vezes as 500 Milhas de Indianápolis. Sua melhor colocação foi o 5º alcançado em 1991.
 
A doença foi descoberta em abril de 2017 e, desde então, John foi submetido a tratamento, como quimioterapia, para tentar a cura. Meses depois foi considerado curado. Mas em maio de 2018, Andretti sofreu uma recaída do câncer e, desde então, voltou para a quimioterapia, que foi encerrada em janeiro de 2019. Dois meses depois, no entanto, o câncer voltou com mais força. 
John Andretti teve uma carreira de quase 400 corridas na Nascar (Foto: Reprodução)
A informação sobre a morte do piloto foi divulgada pela Andretti Autosport, equipe de propriedade do primo, Michael.
 
“É com o coração mais pesado que compartilhamos que John Andretti perdeu hoje sua batalha contra o câncer. John era um marido e pai amoroso, um filho dedicado e um primo de confiança. Ele era um filantropo e defensor do esporte, um companheiro de equipe dedicado, um competidor motivado e, o mais importante, um querido amigo”, disse a equipe em comunicado.
 
A nota aborda também o caráter filantropo de John e sua luta contra a doença. “John passou décadas dedicando seu tempo e angariando fundos ao Riley Hospital for Children. Quando foi diagnosticado pela primeira vez com câncer de cólon, em 2017, John prometeu lutar e usar sua voz para ajudar a espalhar a palavra de prevenção e diagnóstico precoce”.
 
“Ele lutou bravamente e roubou dias que a doença prometeu tirar. Ele ajudou inúmeros outros a serem submetidos a uma triagem adequada e, assim, salvou vidas”, complementou.
 
“Sempre levaremos conosco o espírito genuíno de John de ajudar os outros primeiro e a si mesmo depois. Nossas orações hoje estão com Nancy, Jarett, Olivia e Amelia, com toda a nossa família e com fãs em todo o mundo”, finalizou a Andretti em comunicado ao se referir aos familiares de John.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube