Nascar

Stewart brilha na estratégia, conta com erro de Hamlin e consegue vitória redentora no ano da aposentadoria em Sonoma

Foi na estratégia que Tony Stewart conseguiu aquela que será lembrada como uma das vitórias mais marcantes da carreira. O #14 foi ultrapassado por Denny Hamlin no fim – mas devolveu a vitória ao rival depois de cometer um erro crasso na última curva

Warm Up / VITOR FAZIO, de Porto Alegre
Tony Stewart viveu anos horríveis na Nascar. Desde o tricampeonato em 2011, o veterano esteve longe do sucesso de outrora. Mas meses antes da aposentadoria, a sorte parece ter sorrido para Smoke: Stewart brilhou na estratégia, tomou a ponta e partiu para uma vitória marcante neste domingo (26) em Sonoma.
 
Stewart teve a sorte de fazer seu pit-stop duas voltas antes de uma bandeira amarela. Assim, tão logo todos foram aos boxes, Tony surgiu na liderança com 21 voltas para o final. Depois, o #14 foi cirúrgico na hora de segurar carros visivelmente mais rápidos. Martin Truex Jr., Denny Hamlin, Kyle Busch... Estava difícil passar o tricampeão.
Tony Stewart (Foto: Getty Images)
Hamlin tentou – e conseguiu. Por meia volta a vitória esteve no colo do #11. Mas um erro crasso na última curva jogou a vitória no colo de Stewart. Denny ainda acabou em segundo, com Logano, Edwards e Truex Jr. atrás.
 
A vitória tem um grande significado para Stewart. O veterano se assegura no Chase, feito tido como quase impossível. Além disso, a vitória serve como combustível para a temporada de aposentadoria, que vinha sendo bastante apagada.

Apesar da vitória, Stewart ainda não está matematicamente no Chase. Por ter perdido corridas no começo do ano por causa da lesão nas costas, Smoke ainda precisa ganhar pontos e ficar no top-30 da classificação. Mas isso será fácil, considerando que são apenas 9 pontos para se assegurar.

A próxima etapa da Nascar será em Daytona, no próximo domingo (2).

Saiba como foi a etapa de Sonoma da Nascar
 
Carl Edwards conseguiu segurar AJ Allmendinger com facilidade na largada. O segundo colocado tentou mergulhar nos pontos de freada, mas não teve sucesso. Atrás, Kurt Busch fazia uma bela ultrapassagem por fora sobre Martin Truex Jr. e tomava o terceiro posto. Kyle Larson fechava o top-5.
 
Atrás de Larson, dois companheiros de equipe batalhavam. Denny Hamlin, que havia largado em quinto, foi superado por Larson já na primeira volta. No giro seguinte, Kyle Busch fez o mesmo, rebaixando o #11 para sétimo.
 
Na volta 6, a primeira bandeira amarela. O carro de Clint Bowyer começou a soltar muita fumaça, enchendo a pista de óleo. Definitivamente fim de prova para o #15. Jimmie Johnson foi o único a parar, partindo para uma estratégia alternativa.
Denny Hamlin errou e entregou a vitória garantida (Foto: Getty Images)
Na relargada, Allmendinger foi preciso. O #47 fez uma bela manobra sobre Edwards, tomando a liderança. Em uma volta já deu até para abrir vantagem. Atrás, Kyle Busch saltou para terceiro, com Truex Jr. e Kurt Busch atrás. O atual campeão foi ultrapassado em seguida por Martin.
 
Dale Earnhardt Jr. relargou em 12º. De lá, começou a ganhar muito terreno. De pouco em pouco, o #88 fez várias ultrapassagens até chegar ao quinto lugar.
 
O contrário acontecia com Kurt Busch. O #41 perdeu posições rapidamente, despencando de quinto para décimo.
 
O primeiro ciclo de pits começou na volta 24. Uma volta depois da maioria dos pilotos, o trio de líderes – Allmendinger, Edwards e Truex Jr. – parou, com Carl ultrapassando AJ nos boxes.
 
Mais algumas voltas e Truex Jr. também passou Allmendinger. O #47 estava perdendo ritmo, mas era capaz de manter contato com os dois primeiros. Atrás, Kyle Busch e Dale Jr. fechavam o top-5.
 
A segunda bandeira amarela veio na volta 46. O motivo foi a presença de detritos na pista. Kyle Busch, Denny Hamlin e Kyle Larson, por terem parado apenas uma volta antes da intervenção, largariam das três primeiras posições. Nos boxes, Allmeninger deu o troco em Edwards e Truex Jr.
 
A relargada foi péssima para Kyle Busch. Partindo da liderança, o #18 foi superado por ambos Hamlin e Larson, agora novos ponteiros. Biffle e Kenseth, também beneficiados pelo momento certeiro do pit, fechavam o top-5. Allmendinger surgia em sexto.
 
Depois de algumas voltas, Kyle Busch passou Larson, recuperando o segundo posto. Logo atrás do #42, surgia um faminto Allmendinger, com Truex Jr. em quinto.

A velocidade de Allmendinger, todavia, se perdeu. “Não estamos chegando a lugar nenhum”, gritava AJ pelo rádio. E era um fato: Larson começava a abrir, enquanto Truex Jr. começava a tentar uma ultrapassagem. E esta veio faltando 43 giros para o fim.
Kyle Busch (Foto: Getty Images)
Na sequência Kyle Busch veio aos boxes para aquela que deveria ser a última parada do dia. Hamlin, Larson, Truex Jr. e Allmendinger optaram por esperar.
 
Uma volta depois Hamlin e Larson pararam. O #11 voltou exatamente atrás de Kyle Busch, que logo se consolidaria como líder. O #42, por sua vez, recebeu um drive-through por passar do limite de velocidade nos boxes.
 
Apesar de ser superado nos boxes, Hamlin não perdeu tempo e voltou a ultrapassar Kyle Busch. Mais algumas voltas e o #11 até começou a abrir vantagem.
 
Mas isso tinha mais a ver com o momento ruim do #18: Kyle Busch estava perdendo velocidade, tanto que foi ultrapassado por Truex Jr. rapidamente.
 
O #78, aliás, estava muito rápido. Tão logo ficou com pista limpa, encaixou uma série de voltas rápidas e colou em Hamlin. Os dois vinham muito próximos, mas faltava a ultrapassagem de Martin.
 
Com 23 voltas para o fim, a amarela veio. E esta era ótima para Stewart, que havia parado um pouco antes – tão logo todos fossem aos boxes, Tony tinha a chance clara de virar líder.
 
Atrás do Smoke, Hamlin era o primeiro dentre os que haviam parado. Kyle Busch passou Truex Jr. nos boxes, enquanto Edwards e Logano fechavam o top-5.
 
A relargada foi selvagem. Stewart e Hamlin eram os dos primeiros, enquanto Truex Jr. fritava os pneus tentando passar Kyle Busch – em vão. Pouco atrás, Dale Jr. quase rodou tentando ultrapassar Kasey Kahne.
 
Quatro voltas depois veio mais uma amarela. Michael McDowell ficou parado na pista, com problemas mecânicos.
 
Na relargada, Stewart se deu bem. O #14 tirou proveito da relargada ruim de Hamlin, agora ultrapassado por Truex Jr. Mesmo com as brigas dos rivais, Tony não conseguia abrir vantagem.
 
Eventualmente Hamlin mergulhou para dar o troco. E funcionou, mas Stewart abriu 2s de vantagem em cima disso.
 
As últimas voltas foram um jogo de pega-pega entre Stewart e Hamlin. Denny se aproximou muito rápido, mas Tony era capaz de evitar a ultrapassagem.
 
Na metade da última volta a manobra veio. Por dentro, Denny tomou a posição.
 
Mas devolveu em seguida.
 
Na freada da última curva, Hamlin passou do ponto, tocou no muro e permitiu a ultrapassagem de Stewart.

1 14 TONY STEWART EUA STEWART-HAAS CHEVROLET 110 voltas  
2 11 DENNY HAMLIN EUA JOE GIBBS TOYOTA +0.625  
3 22 JOEY LOGANO EUA PENSKE FORD +0.981  
4 19 CARL EDWARDS EUA JOE GIBBS TOYOTA +1.865  
5 78 MARTIN TRUEX JR. EUA FURNITURE ROW TOYOTA +2.980  
6 4 KEVIN HARVICK EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +3.350  
7 18 KYLE BUSCH EUA JOE GIBBS TOYOTA +4.065  
8 31 RYAN NEWMAN EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +4.894  
9 5 KASEY KAHNE EUA HENDRICK CHEVROLET +5.274  
10 41 KURT BUSCH EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +6.774  
11 88 DALE EARNHARDT JR. EUA HENDRICK CHEVROLET +7.780  
12 42 KYLE LARSON EUA GANASSI CHEVROLET +9.750  
13 48 JIMMIE JOHNSON EUA HENDRICK CHEVROLET +10.050  
14 47 AJ ALLMENDINGER EUA JTS DAUGHERTY CHEVROLET +10.509  
15 2 BRAD KESELOWSKI EUA PENSKE FORD +11.957  
16 27 PAUL MENARD EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +13.275  
17 1 JAMIE McMURRAY EUA GANASSI CHEVROLET +13.830  
18 16 GREG BIFLE EUA ROUSH FENWAY FORD +14.366  
19 10 DANICA PATRICK EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +15.230  
20 20 MATT KENSETH EUA JOE GIBBS TOYOTA +16.168  
21 24 CHASE ELLIOTT EUA HENDRICK CHEVROLET +17.852  
22 3 AUSTIN DILLON EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +18.439  
23 21 RYAN BLANEY EUA WOOD BROTHERS FORD +19.118  
24 13 CASEY MEARS EUA GERMAIN CHEVROLET +19.411  
25 6 TREVOR BAYNE EUA ROUSH FENWAY FORD +19.529  
26 17 RICKY STENHOUSE JR. EUA ROUSH FENWAY FORD +21.018  
27 43 ARIC ALMIROLA EUA RICHARD PETTY FORD +23.422  
28 7 REGAN SMITH EUA TOMMY BALDWIN CHEVROLET +25.540  
29 38 LANDON CASSILL EUA FRONT ROW FORD +28.830  
30 34 CHRIS BUESCHER EUA FRONT ROW FORD +29.103  
31 83 MATT DIBENEDETTO EUA BK TOYOTA +30.449  
32 23 DAVID RAGAN EUA BK TOYOTA +31.992  
33 44 BRIAN SCOTT EUA RICHARD PETTY FORD +32.570  
34 98 COLE WHITT EUA PREMIUM CHEVROLET +32.664  
35 93 DYLAN LUPTON EUA BK TOYOTA +34.760  
36 46 MICHAEL ANNETT EUA H SCOTT CHEVROLET +1 volta  
37 32 PATRICK CARPENTIER CAN GO F A S FORD +2 voltas  
38 30 JOSH WISE EUA MOTORSPORT GROUP CHEVROLET +13 voltas  
39 95 MICHAEL McDOWELL EUA LEAVINE CHEVROLET +19 voltas NC
40 15 CLINT BOWYER EUA H SCOTT CHEVROLET +105 voltas NC
 
PADDOCK GP #34 ENTREVISTA CHRISTIAN FITTIPALDI E FALA SOBRE LE MANS E F1