carregando
Nascar

Volta da Nascar em meio ao sofrimento dos EUA com pandemia “não é natural”

A Nascar foi a primeira grande categoria do esporte a motor a voltar a acelerar durante a pandemia do novo coronavírus. Mas terá sido o melhor momento, justamente quando os EUA sofrem com as consequências da doença? O tema foi discutido no Paddock GP #197 da última segunda-feira

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
Dentre todas as categorias de ponta do esporte a motor, a Nascar foi a que voltou a acelerar primeiro e ainda em meio às consequências terríveis da pandemia do novo coronavírus nos Estados Unidos, país que registra mais de 1,5 milhão de infectados e 90.432 vítimas fatais. A principal competição do automobilismo norte-americano realizou sua primeira corrida em mais de dois meses no último domingo (17), as 400 Milhas de Darlington, que tiveram a vitória de Kevin Harvick. Mas terá sido o melhor momento para voltar? No Paddock GP #197, que foi ao ar na segunda-feira, Gabriel Curty entende que não dá para encarar a volta do automobilismo, ainda mais num momento como esse, como algo normal.

Assista ao trecho completo abaixo:
 
Paddockast #61
VETTEL: ACERTOS, ERROS E... AZAR NA FERRARI


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.