15 anos depois do primeiro título na Indy, Zanardi conquista segundo ouro nas Paralimpíadas de Londres

Mostrando o motivo de ser apontado como favorito antes dos jogos, Alex Zanardi venceu mais uma na classe H4 e conquistou sua segunda medalha de ouro na atual edição dos Jogos Paralímpicos de Londres

Exatos 15 anos depois de seu título na Indy, Alex Zanardi coroou sua participação nos Jogos Paralímpicos de Londres com mais uma medalha de ouro. Nesta sexta-feira (7), o atleta venceu na corrida de estrada na categoria bicicletas de mão, classe H4, em Brands Hatch, completando o percurso de 60 km em 2h00min32s, 1s à frente do sul-africano Ernst van Dyk, segundo colocado.

Alessandro Zanardi conquistou sua segunda medalha de ouro em Londres (Foto: Getty Images)

► Confira imagens da carreira do vitorioso Alessandro Zanardi

Se em 1997, com a vitória de Jimmy Vasser, a terceira colocação foi suficiente para dar ao então piloto da Ganassi seu primeiro título na categoria, a prova deste final de semana, que começou no início da tarde no horário local, foi decidida na última parte do percurso.

Com um longo trajeto pela frente, natural que os atletas não deem tudo de si nas primeiras voltas, já que as duas últimas voltas é que, geralmente, definem quem vai para vencer. E foi assim que aconteceu com o agora duplamente medalhista paralímpico Zanardi.

Favorito ao título e um dos melhores do mundo na categoria bicicletas de mão, ele não encontrou facilidades como na primeira conquista. Os primeiros 8 km traçaram o equilíbrio que a prova mostrou durante as pouco mais de duas horas de duração e Oscar Sanchez virou na primeira posição, mas com todos os atletas muito próximos. Zanardi virou a primeira parte apenas na sexta colocação, mas saltou para primeiro no início da segunda volta e ficou negociando posições, ficando entre quinto e oitavo, porém sempre próximo dos líderes.

Na abertura da última volta, Zanardi soube esperar o momento certo, quando eles já haviam percorrido 56 km. O italiano assumiu a ponta e travou um emocionante duelo com Van Dyk e com o belga Wim Decleir na parte final, quando os três estavam separados por muito pouco.

Mas a vitória veio por 1s. Um mísero segundo transformou um homem em uma lenda. Um segundo que colocou, definitivamente, Zanardi na história não só da Paralimpíada, mas do esporte mundial.

Van Dyk ficou com a medalha de prata e Decleir, dois segundos atrás, ficou com o bronze. Jetze Plat, Sanchez e Norbert Mosandl fecharam os seis melhores da prova.

 

Zanardi, o homem que virou lenda, comemora sua segunda medalha de ouro (Foto: Getty Images)

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube