Brasil, Estados Unidos e Canadá podem receber versão americana da GP2 ou GP3, diz emissora

O site da rede americana ESPN afirmou que os organizadores da F1 estão de olho em criar um campeonato de acesso como preliminar dos GPs do Brasil, Canadá, e EUA para atrair pilotos locais e investidores

Os organizadores da F1 pretendem criar uma versão da GP2 ou da GP3 para correr nos Estados Unidos, Canadá e Brasil, é o que afirma o site da rede americana ESPN. O objetivo desse campeonato é aumentar o interesse pela F1 nesses países, além de facilitar o acesso dos pilotos locais à principal categoria do automobilismo mundial.

Ainda segundo a reportagem, o novo torneio tem o nome provisório de American Series e será disputado como preliminar dos GP dos EUA, Canadá e Brasil.

Felipe Nasr foi descoberto em uma etapa da antiga F-BMW como preliminar do GP do Brasil em Interlagos (Foto: GP2)

Outro GP que pode ganhar a categoria preliminar é a etapa de Nova Jersey, que estava marcada para acontecer em 2013, mas foi adiada devido a problemas dos organizadores para fechar o orçamento necessário. O lucro do campeonato de acesso, aliás, também poderia ser usado para que a prova nos arredores de Manhattan aconteça.

Não está claro, porém, se esse novo campeonato vai seguir os mesmos moldes da GP2 asiática, onde as equipes e piloto participantes eram praticamente os mesmos da versão europeia, ou se será um novo certame, contando também com escuderias vindas dos próprios países da América.

Entre os anos de 2004 e 2009, a extinta F-BMW – cuja versão europeia acompanhava o calendário da F1 – foi disputada nos Estados Unidos, também como preliminar dos GPs. O campeonato, no entanto, não engrenou e deixou de ser disputado pela falta de equipes interessadas.

A reportagem também não informou quando o campeonato começará a ser disputado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube