Outras

Chadwick vence três corridas em rodada final e se torna primeira mulher campeã do MRF Challenge

A britânica Jamie Chadwick se tornou neste domingo (10) a primeira pilota campeã do MRF Challenge F2000, disputa que em 2018 teve como campeão o brasileiro Felipe Drugovich, e que anteriormente foi conquistada por Pietro Fittipaldi. Ela venceu três das cinco corridas da rodada final, em Chennai, na Índia, para assumir a liderança e levar o troféu

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O MRF Challenge F2000, competição que teve como campeão em 2018 o brasileiro Felipe Drugovich, e que já foi vencida também por pilotos como Conor Daly e Pietro Fittipaldi, coroou neste domingo (10), pela primeira vez, uma mulher. A britânica Jamie Chadwick venceu três corridas na rodada final, em Chennai, na Índia, e levou o troféu.

Chadwick, 20 anos, compete na F3 Britânica e foi oitava colocada da competição no ano passado — quando se tornou a primeira mulher a vencer uma corrida da categoria.
Jamie Chadwick celebra o título do MRF Challenge em Chennai (Foto: Twitter)
No MRF Challenge, ela entrou na rodada final, disputada neste final de semana, 18 pontos atrás do então líder, Max Defourny. Porém, Jamie conseguiu a virada logo na primeira das cinco corridas decisivas, com a quinta colocação.

A britânica venceu a segunda prova e repetiu a quinta colocação na seguinte, fechando o sábado como líder. Neste domingo, venceu as duas dcorridas disputadas, somando seis no total do campeonato, e garantiu o título.

Chadwick somou 280 pontos, contra 243 de Defourny, belga, e 186 de Patrick Pasma, da Finlândia.