Com automobilismo descartável, FIA tenta evitar perda de montadoras por pandemia

Jean Todt, presidente da FIA, admite: o automobilismo não é prioridade para montadoras ou patrocinadores em dias de pandemia do coronavírus. O chefão promete escutar todos os lados na tentativa de evitar uma debandada

O esporte a motor é uma paixão para muitos, mas está longe de ser essencial para a sociedade. Isso fica ainda mais claro em dias de pandemia, com o mundo virando refém da Covid-19. Campeonatos foram paralisados por completo e ainda não têm previsão concreta de regresso. Em um cenário tão incerto, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) se vê com uma nova missão: garantir que montadoras, fornecedores e patrocinadores não percam a motivação de se envolver com o automobilismo.
 
A análise veio através de Jean Todt, presidente da FIA. O chefão reconheceu que, em um cenário de provável crise econômica, fica ainda mais fácil abrir mão de se envolver com o esporte a motor.
 
“Não acho que agora a prioridade número um de uma montadora seja garantir sua continuidade no automobilismo”, reconheceu Todt, entrevistado pelo ‘Motorsport.com. “Espero que todos fiquem, é por isso que precisamos escutar todo mundo. Mesmo as gigantes, não podemos dar nada por certo. Precisamos considerar tudo, precisamos ser humildes. Nós amamos isso [esporte a motor], mas não é algo essencial para a sociedade, então precisamos garantir que vamos fazer as escolhas apropriadas”, seguiu.
Jean Todt tenta manter o automobilismo saudável em dias de pandemia (Foto: Getty Images)
A continuidade de montadoras já era assunto antes mesmo da crise do coronavírus. A Mercedes, depois de tanto sucesso na Fórmula 1, já era alvo de rumores de uma possível saída no futuro próximo. A Renault, mais por suas decepções, trazia a mesma incerteza. Em outros campeonatos, como o Mundial de Endurance, o temor virou realidade em anos recentes, com as saídas de Audi e Porsche minando a força da classe LMP1. E em 2020 o buraco aparenta ser ainda mais fundo.
 
“Eu tenho certeza de que muitas equipes, fornecedores e montadoras talvez tenham que rever seus planejamentos, talvez sejam forçadas a parar. Não quero ser confiante demais, mas eu espero que alguns chefes de equipes e patrocinadores se mantenham motivados. É por isso que não podemos desencorajar ninguém. Depois disso tudo eles podem dizer ‘ok, depois disso tudo, qual é o propósito de continuar? Eu ainda gosto disso [corridas]? Eu ainda preciso disso? Precisamos mantê-los motivados, garantindo que eles ainda tenham interesse e ainda precisem disso. Nós temos uma responsabilidade nisso”, destacou Todt.
 
A FIA ainda não sabe ao certo quando vão começar as temporadas de seus respectivos campeonatos. A F1 é o maior exemplo disso: o GP do Canadá foi a vítima mais recente da pandemia, sendo adiado para uma data ainda não definida. O GP da França passa a ficar escalado para abrir os trabalhos em meados de junho, mas em uma situação ainda muito volátil.
 

 
Paddockast #55
Um bate-papo com… RUBENS BARRICHELLO

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 

☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

assine agora