GP3: Ceccon aproveita pista seca e lidera primeiro dia de treinos em Jerez. Costa fica na oitava posição

No primeiro dia de treinos de pós-temporada da GP3 em 2012, Kevin Ceccon foi quem se saiu melhor durante uma manhã com tempo seco em Jerez de la Frontera, na Espanha. À tarde, debaixo de forte chuva, Tio Ellinas foi o primeiro colocado

O piloto italiano Kevin Ceccon, já com experiência na GP3, foi o piloto mais rápido dos testes realizados nesta quarta-feira (24), em Jerez, na Espanha. Ceccon completou sua melhor volta ao redor do circuito andaluz em 1min35s451, 0s452 mais rápido que o segundo colocado, Robert Visoiu, que também competiu na categoria em 2012.

O dia de treinos foi marcado pelo temporal que caiu na parte da tarde. Com isso, os tempos estabelecidos no período da manhã não foram superados e Ceccon permaneceu na primeira colocação até o fim do dia. Apenas seis pilotos que correram na GP3 neste ano entraram na pista.

Nicolas Costa andou pela primeira vez no carro da GP3 (Foto: GP3)

Dentre os muitos estreantes – 14 – estava o brasileiro Nicolas Costa. Campeão da F-Abarth, o carioca foi o oitavo colocado durante a manhã, com um tempo de 1min36s565.

À tarde, com a chuva, ele apareceu melhor na folha de tempos, em quarto lugar. Com a pista molhada, Costa cravou 1min48s477, 0s9 mais lento que o líder, Tio Ellinas. Costa participou dos treinos com a equipe Marussia Manor, ligada ao time de F1 e completou, ao todo, 54 voltas.

Campeão da F3 Inglesa, Jack Harvey treinou com a equipe Lotus e ficou na 14ª colocação em Jerez. Nesta quinta-feira o Circuito Permanente de Jerez abrigará mais um dia de atividades da GP3.

GP3, Jerez, treinos coletivos, combinado:

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube