Outras

Mazepin ultrapassa Correa na última volta da corrida 2 em Abu Dhabi e garante vitória na despedida da GP3

Nikita Mazepin tinha a vitória nas mãos da última volta da segunda prova do fim de semana em Abu Dhabi - porque o líder Juan Manuel Correa estava punido. Mesmo assim, fez o movimento para ultrapassar e receber a quadriculada antes de qualquer outro piloto e por qualquer outro motivo na última prova da história da Era GP3
Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Nikita Mazepin (Foto: Reprodução/Twitter)

A despedida da temporada 2018 da GP3 - derradeira da categoria com este nome e construção - teve uma primeira volta movimentada e uma ultrapassagem no giro final para garantir um resultado encaminhado. Nikita Mazepin foi quem venceu num sol bastante quente na manhã deste domingo (25) em Abu Dhabi.
 
Mazepin, que já havia deixado Giuliano Alesi para trás voltas antes, resolveu atacar e passar o pole Juan Manuel Correa na pista na última volta mesmo que Correa carregasse uma punição de 5s. Na prática, portanto, Mazepin venceria a corrida de qualquer forma, mesmo sem o movimento. Mas a ousadia foi para coroar uma atuação muito rápido do piloto russo.
 
Correa, com a punição causada por desrespeitar a velocidade permitida com o VSC na pista, caiu apenas para o sexto lugar. Jake Hughes e Simo Laaksonen completaram o pódio.
 
O VSC entrou em ação por conta da confusão dupla da primeira volta. Uma delas teve Richard Verschoor tocando Pedro Piquet, que rodou e acabou atingido por Jannes Fittje. Piquet e Fittje abandonaram. Quem também deixou a prova foi o campeão Anthoine Hubert, feito de sanduíche entre David Beckmann e Leonardo Pulcini. Hubert tocou Beckmann, e os dois também deixaram a corrida. 
 
Na conta final do campeonato, Hubert terminou com 214 pontos contra 198 de Mazepin e 167 de Illott. Piquet, com 106 pontos, ficou com o sexto posto geral. 
Nikita Mazepin (Foto: Reprodução/Twitter)
Confira como foi a corrida:
 
A largada da última etapa da temporada 2018 da GP3 - e com este nome - foi intensa. Emparelhado com David Beckmann e Leonardo Pulcini, o campeão Anthoine Hubert não teve para onde sair e, ensanduichado, tocou Beckmann. O dois abandonaram a prova. 
 
E não foi o único problema. Richard Verschoor tocou a traseira de Pedro Piquet ainda na primeira volta, fez com que o brasileiro rodasse. Vendido na situação, Jannes Fittje acertou seu carro da Jenzer no da Trident, de Piquet. Ambos também deixaram a corrida.
 
O safety-car virtual foi chamado e colocou a prova em espera. Enquanto isso, na dianteira, Juan Manuel Correa segurava a pole. Assim que a corrida voltou à bandeira verdade, Giuliano Alesi começou a partir para cima de Correa. Primeiro, tentou passar na Marina, mas não conseguiu. Quando Nikita Mazepin se aproximava, na sétima volta, conseguiu enfim executar a ultrapassagem.
 
O francês ocupou a dianteira por alguns metros, até a reta oposta. Correa, então, recuperou a ponta. Na volta seguinte, Mazepin também deixou Alesi para trás - e o filho de Jean Alesi ainda recebeu uma punição de 5s por acelerar demais sob o VSC.
 
Mazepin começou a incomodar Correa. Na nona volta, tentou ultrapassar pela primeira vez, mas errou e saiu do traçado. Nenhuma grande mazela, visto que o russo conseguiu se segurar no segundo posto. Correa seguia andando sem um ritmo impressionante, mas se defendia com vigor.
 
Enquanto a luta pela vitória era ativa, Simo Laaksonen também ultrapassou Alesi - que também ficara para Callum Illott e Jake Hughes minutos antes. Na volta final, o finlandês conseguiu passar Illott e assumir o quarto posto.
 
O líder Correa, assim como Alesi, também foi punido em 5s por desrespeitar o tempo do VSC.
 
Quem também arriscou na última volta foi Mazepin, apesar de ter a vitória na mão por conta da punição a Correa. Mas atacou e ultrapassou para confirmar a última vitória da GP3.
 
Com a punição, Correa acabou caindo para a sexta colocação apenas. Hughes foi segundo e Laaksonen também subiu ao pódio. Ilott foi o quarto e teve Ryan Tveter em sua cola. Depois de Correa, Verschoor, Tatiana Calderón, Joey Mawson e Alesi encerraram o top-10