Outras

"O brasileiro aprendeu a ser borrifado pela Globo com ídolos", diz Victor Martins sobre mudanças pós-Senna

A idolatria de Ayrton Senna segue muito forte, mas outros nomes que surgiram após a morte do piloto não conseguiram a mesma força. Para Victor Martins, isso tem a ver com as mudanças da visão do torcedor, que antes dependia de torcer pelo que a Globo mostrava. Isso foi debatido no Paddockast #16!

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O Paddockast #16 discutiu a idolatria do braisleiro por Ayrton Senna. Ela sobrevive, é claro, mesmo em uma época na qual o torcedor não precisa mais ser "borrifado" pela Globo com ídolos escolhidos pelo canal de televisão.

Essa é a visão de Victor Martins, em debate que também contou com Felipe Noronha, Denis Botana, do Bola Presa, e Leandro Iamin, da Central 3.

O assunto começa aos 9:05. Ouça no player abaixo ou em sua plataforma preferida:  



 Ouça no Spotify
 Ouça no iTunes
 Ouça no Android
 Ouça no playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo 

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.