Pensando em se aproximar tecnicamente da GP2, GP3 apresenta novo carro para temporada de 2013

Apesar de contar com novas tecnologias e um motor novo com 400 cavalos potência, 120 a mais que o modelo anterior, organizador da categoria garantiu que os custos seguirão em nível semelhante ao atual

Palco da última etapa da temporada de 2012, o Autódromo Nazionale di Monza também foi utilizado como palco para o lançamento do novo carro da GP3. Nesta quinta-feira (6), a organização da categoria apresentou o GP3/13, de chassi Dallara e motor Renault, que estreará no próximo ano.

A principal diferença entre o atual bólido e o que será utilizado a partir do ano que vem está na potência. O motor turbo de 280 cavalos foi substituído por um V6 aspirado de 400 cavalos, tornando o carro consideravelmente mais rápido do que o atual.

GP3/13 estreará na temporada de 2013 da categoria (Foto: GP3)

O objetivo desta medida é tornar a GP3 uma categoria que prepare melhor seus pilotos para a GP2, último degrau antes da F1. Chefão do certame, Bruno Michel disse que o “carro mais potente e seletivo reduz a distância entre a GP3 e a GP2”.

“Para fazê-lo, nós avaliamos as demais categorias de monopostos abaixo da GP2 e levamos em consideração as observações feitas por nossos pilotos e equipes”, explicou o dirigente. “Estamos conscientes de que posicionamos a GP3 da melhor maneira possível para o próximo triênio”, assegurou Michel.

Os testes de pista do novo modelo tiveram início em julho deste ano e foram conduzidos pelo piloto Bem Hanley, que tem passagem pela GP2.

Segundo Michel, os custos de aquisição do novo bólido não serão significativos, já que o monocoque utilizado segue sendo o mesmo e será necessário apenas evoluí-lo. “Os custos serão quase os mesmos de antes. As equipes não precisarão de um novo chassi, nós forneceremos kits com os novos componentes”, esclareceu. Ao monocoque foram feitas atualizações aerodinâmicas.

Quanto aos motores, Michel afirmou que a potência sobe de “280 para 400 cavalos pelo mesmo preço” de antes.

O formato da próxima temporada seguirá inalterado: serão oito rodadas duplas, todas preliminares de provas do Mundial de F1. A expectativa da organização é de que nove equipes se inscrevam para o campeonato, com o grid limitado a 27 carros.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube