Outras

Piloto de Ralicross e ícone dos esportes radicais, Dave Mirra é encontrado morto nos Estados Unidos

Entre 2011 e 2013, Dave Mirra foi piloto da Subaru e, mais recentemente, da Mini no Ralicross, disputado nos Estados Unidos. O atleta, ícone do BMX e um dos recordistas de medalhas nos X-Games, foi encontrado morto. Segundo a imprensa norte-americana, as autoridades locais suspeitam de suicídio
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Dave Mirra (ao centro) foi um dos principais atletas dos esportes radicais (Foto: Getty Images)
Dave Mirra, piloto do Global Ralicross com a Subaru e a Mini e um dos esportistas mais bem-sucedidos da história do BMX e entre os mais premiados dos X-Games, morreu aos 41 anos. O atleta foi encontrado morto com um tiro na cabeça na noite da última quinta-feira (4) dentro da sua caminhonete, em Greenville, na Carolina do Norte, Estados Unidos. A polícia local investiga o caso, mas suspeita de suicídio. 
 
Nos dias de hoje, Mirra era um dos apresentadores do programa ‘Real World/Road Rules Challenge’, da MTV norte-americana. Mas o norte-americano brilhou mesmo foi nas pistas do BMX, conquistando nada menos que 14 medalhas de ouro e 24 no total, sendo superado apenas recentemente pelo lendário brasileiro Bob Burnquist. 
Dave Mirra (ao centro) foi um dos principais atletas dos esportes radicais (Foto: Getty Images)
No Global Ralicross, baseado nos Estados Unidos, Mirra defendeu a equipe oficial da Subaru entre 2011 e 2013, alcançando seu melhor resultado justamente no ano de estreia pelo time, terminando em oitavo lugar. O piloto também competiu pela Mini e chegou a disputar etapas do Mundial de Ralicross da FIA.
 
Prefeito da cidade de Greenville, Allen Thomas se despediu de Mirra e lamentou a trágica morte do icônico atleta. “Lamentamos a perda hoje de um grande amigo e um ser humano maravilhoso que tocou a vida de tantas pessoas ao redor do mundo com seu talento”, disse.
 
Tony Hawk, lendário nome do skate, também rendeu homenagens ao colega. “Adeus Dave Mirra, pioneiro, ícone e lenda. Obrigado por suas lembranças, estamos de coração partido. Para todos aqueles que lutam de forma privada: por favor, busquem ajuda. Vocês não estão sozinhos”, escreveu o atleta.
 
Mirra deixa esposa e dois filhos.
VEJA A EDIÇÃO #15 DO PADDOCK GP, COM LUCAS DI GRASSI