Porsche

Academia Shell Racing corre temporada 2019 da Porsche Cup com irmãos Vitor e Felipe Baptista

Em tempos de renovação, a Academia Shell Racing vai contar com uma nova dupla de pilotos para a temporada 2019 da Porsche Cup. Na classe Carrera Cup 4.0, Vitor Baptista, o grande campeão do ano passado, vai representar o projeto. Seu irmão, Felipe Baptista, depois de uma trajetória vitoriosa no kart, vai fazer sua estreia nos carros fechados. Lico Kaesemodel deixa a categoria para cuidar de projetos pessoais ao lado da família
Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
A Academia Shell Racing definiu uma nova dupla de pilotos para a disputa da temporada 2019 da Porsche Cup. Em temos de renovação, o projeto mais vitorioso para desenvolvimento e formação de pilotos no Brasil vai contar com dois jovens valores para a categoria ao longo do ano. Campeã em 2018 com Lico Kaesemodel no overall e também na Endurance Series, ao lado de Ricardo Zonta, a Academia Shell vai conter nesta temporada com os irmãos Vitor e Felipe Baptista. Kaesemodel, por sua vez, anunciou uma pausa na carreira nas pistas neste ano para cuidar de projetos pessoais ao lado da sua família.
 
Vitor, de 20 anos, volta a fazer parte do projeto, que já integrou em 2017, quando correu no Brasileiro de Turismo, hoje Stock Light. O talentoso piloto, campeão do ano passado da Porsche Carrera Cup na classe 3.8, vai alinhar no grid da categoria 4.0. 
Vitor e Felipe Baptista em Interlagos na abertura dos testes da Porsche Cup (Foto: Beto Santana)
E Felipe Baptista, de 15 anos, é o piloto que mais venceu corridas pela Academia Shell Racing e foi um dos grandes nomes do kartismo nos últimos anos, com títulos do Brasileiro de Kart nas classes Graduados e Sudam Junior, da Copa de Kart da Granja Viana e bicampeão da Copa SP Light de Kart, vai correr na 3.8, justamente a que o irmão Vitor foi campeão no ano passado.
 
Tanto Vitor quanto Felipe venceram seletivas da Porsche Cup para jovens pilotos, o Junior Program, e por isso correm com subsídios da categoria, que tem Dener Pires como seu promotor. Vitor foi o grande campeão do primeiro Junior Program, enquanto Felipe obteve a vaga para pilotos recém-saídos do kart na segunda edição do processo seletivo.
 
Vitor Baptista vai correr com o carro #120 nesta temporada. O paulista fez meia temporada do Brasileiro de Turismo em 2017, venceu uma corrida, obteve quatro pódios e três voltas mais rápidas. No ano seguinte, travou grande disputa com Gaetano di Mauro e foi o grande campeão da classe 3.8, com nada menos que quatro vitórias e sete pódios em 12 corridas disputadas. Dono de experiência no Brasil e exterior, Vitor já foi campeão da F3 Brasil na categoria Light, em 2014, da Euroformula, em 2015, e já disputou também a Formula V8 3.5, a World Series.
Vitor Baptista volta a defender a Academia Shell Racing. Agora, na Porsche Cup  (Foto: José Mário Dias)
Mais velho dentre os irmãos, Vitor comemorou seu retorno ao projeto e a chance de disputar a principal categoria da Porsche Cup em 2019. “Estou muito feliz por voltar para a Academia Shell, já que participei do projeto em 2017, correndo na Stock Light. Agora, estou colhendo novamente os frutos. Foquei o máximo possível no ano passado, o meu primeiro ano andando de Porsche, pela conquista do Junior Program, para conseguir me sagrar campeão na categoria 3.8. Neste ano, avancei para a categoria 4.0 graças aos resultados de 2018 e vou continuar sendo o piloto oficial da Porsche no Brasil”.
 
“Será muito especial representar a Academia Shell e correr junto com meu irmão. Não disputaremos a mesma categoria, mas vamos dividir o mesmo box. Essa parceria vai ser bem divertida, vai ser legal acompanhar o amadurecimento dele nessa sua nova fase da carreira. Vamos torcer para tudo dar certo, estamos bem focados em fazer um grande trabalho na classe 4.0. E também sempre pronto para ajudar o Felipe quando for preciso”, declarou o piloto.
 
Felipe Baptista festejou a chance de fazer a transição dos karts para o turismo e buscar o estabelecimento da sua carreira nas pistas, tendo o irmão como uma das grandes referências no automobilismo.
Felipe Baptista foi um dos selecionados no Junior Program de 2018 (Foto: Victor Eleutério)
“Estou bem animado e muito feliz de acelerar de Porsche. É um carro muito forte, 450 cv, acredito que todo o piloto sonha dirigir um carro como esse e acho que vai dar tudo certo durante a temporada. Consegui me adaptar bem em todas as vezes que andei com o carro durante a seletiva do Junior Program. Agradeço à Shell por mais um ano e espero corresponder a esse novo desafio”, disse.
 
“Espero ser rápido desde a pré-temporada, aproveitando a ajuda do Dennis Dirani, do Max Wilson e do meu irmão, que é o atual campeão. Vou dar o meu máximo para manter a fase que vivi nos últimos dois anos e continuar conquistando vitórias e títulos com a Academia Shell”, complementou o jovem, que vai pilotar o carro #121 da Carrera Cup 3.8.
 
Os dois irmãos preenchem os requisitos para disputar a seletiva global do Junior Program, que é realizada anualmente no segundo semestre em algum circuito europeu. A fase global é composta por pilotos indicados pelos promotores locais da Porsche Carrera Cup pelo mundo. O vencedor ganha subsídios para representar a marca ao redor do mundo em categorias como a Porsche Supercup (que é evento suporte de boa parte das corridas da F1), além de ser um piloto oficial de fábrica.
 
A Porsche Cup é especial para a Academia Shell Racing porque foi na categoria que, no ano passado, o projeto venceu seus primeiros títulos em carros, com Kaesemodel e Zonta triunfando na temporada da Endurance Series, e Lico ainda faturando o título overall, somatório da pontuação obtida no campeonato de Sprint e Endurance. Depois, Raphael Reis faturou mais um título, o da Stock Light no ano passado. 
Lico Kaesemodel vai viver um ano sabático das pistas para estar ao lado da família (Foto: Luca Bassani)
Kaesemodel revelou os motivos pelos quais optou por fazer uma pausa na carreira, mas não descartou voltar à Porsche Cup no ano que vem.
 
“Decidi que em 2019 não vou participar da Porsche Cup por conta de novos desafios dentro da empresa da minha família, que vão exigir mais dedicação e ocupar mais o meu tempo. Paralelo a isso também, quero aproveitar para curtir mais a minha filha, viajar mais com ela, agora que ela está começando a andar, a se comunicar, é importante curtir essa fase, que passa muito rápido. Quero agradecer ao promotor da Porsche Cup, Dener Pires, que sempre foi muito gentil comigo, e a confiança do Vicente Sfeir e todos da Shell por me apoiarem”, destacou o paranaense.
 
“Desde 2016, quando iniciamos a parceria, tivemos muitas conquistas juntos: 2016 e o campeonato da Sprint. 2018 no endurance e o overall. Fui o primeiro piloto do Brasil a dar um título para a Shell nos carros, isso vai ficar marcado para sempre. E dizer um até breve, quem sabe em 2020 estarei de volta à Porsche Cup ou outra categoria, pois o automobilismo é minha paixão desde criança”, acrescentou o último campeão da Porsche Cup no geral.
 
A Shell também é a fornecedora oficial de combustíveis da categoria, com todos os carros sendo abastecidos com gasolina premium Shell V-Power Racing, o mesmo produto disponibilizado na rede de postos ao redor do Brasil.
 
Dennis Dirani segue nos quadros da Shell Racing como piloto consultor da Porsche Cup, sendo um dos responsáveis pelos testes de verificação — shakedown — dos mais de 40 carros da categoria para estabelecer as voltas de referências dos competidores e assegurar a igualdade de performance de todos os modelos do grid. Dennis ainda terá a missão de realizar ações promocionais da Shell nos eventos durante a temporada.
 
 
Novos tempos para Shell Racing na Porsche Cup
 
Vicente Sfeir, gerente de motorsport e patrocínios da Raízen, empresa responsável pela Raízen no Brasil, ressaltou a importância do trabalho feito por Lico Kaesemodel como piloto da Academia Shell Racing e aproveitou para dar as boas-vindas aos jovens Vitor e Felipe Baptista, agora juntos no grid da Porsche Cup em 2019.
 
“Antes de mais nada, temos de agradecer ao Lico Kaesemodel pelo desempenho e profissionalismo competindo com a marca Shell nos últimos anos. Ele é um tricampeão da Porsche Cup e marcou seu nome em nossa trajetória nas pistas como o primeiro campeão da Shell nos carros, ao lado do Ricardo Zonta. Terá um ano longe das competições com a consciência tranquila, sabendo que é o grande campeão da categoria em 2018”, comentou.
Vitor Baptista foi o campeão da Porsche Carrera Cup na classe 3.8 em 2018 (Foto: Porsche Cup)
“Estamos satisfeitos em ter mais um ano apoiando a categoria Porsche Cup e mais um ano alinhando dois carros com a marca Shell, nas categorias 3.8 e 4.0. O Felipe Baptista é piloto da Academia que mais corridas venceu nos últimos dois anos. Ele vem de duas temporadas fantásticas no kart e poderia perfeitamente ter ido para o kartismo europeu neste ano. Mas, como licenciada da marca Shell no Brasil, é parte do nosso projeto fomentar e desenvolver competidores em território nacional, então começamos a estudar categorias para dar sequência à sua carreira por aqui”, destacou o executivo.
 
Quanto a Vitor Baptista, Vicente lembrou da sua passagem como piloto da Academia Shell Racing no Brasileiro de Turismo, sua campanha no ano passado na Porsche Cup e o que vem pela frente, agora na classe 4.0 da categoria.
 
“O Vitor já fez parte da Academia em 2017 e conseguiu bons resultados na Stock Light. No ano passado, protagonizou a disputa mais importante da categoria, lutando até a prova final contra o Gaetano di Mauro e conquistando o título depois de uma briga muito limpa durante a temporada inteira. Como para 2019 os caminhos dos dois partiram para estradas diferentes, não podíamos deixar passar a oportunidade de ter um piloto de bagagem internacional, jovem e com potencial enorme como ele”, pontuou.
 
Jovem valor desenvolvido desde o kartismo pela Academia Shell Racing, Felipe sobe um degrau na carreira e tem a chance de fazer a transição para o turismo em uma das categorias mais importantes e competitivas do Brasil.
 
“O Felipe participou do Junior Program e teve uma performance excelente com o Porsche. Como acreditamos no compromisso do promotor do evento com a crescente profissionalização da categoria e o desenvolvimento de jovens talentos, embarcamos nessa aventura para desenvolver o Felipe como piloto de carros de turismo e, quem sabe, com o respaldo da categoria no Brasil, trilhar a médio e longo prazo o caminho de piloto de fábrica seguindo uma carreira internacional como piloto oficial da Porsche. Confio na adaptação do Felipe ao novo desafio e acredito que poderá entregar bons resultados já no primeiro ano”, complementou.
 
“São ativos que usamos dentro da Academia para compartilhar as experiências com os jovens talentos. Vitor tem o perfil para integrar nosso projeto e acredito que será um dos fortes candidatos ao título. Ele é muito bem-vindo de volta e, com certeza, temos um time muito forte para este ano”, finalizou.
 
O calendário da Porsche Cup compreende a pré-temporada, entre esta quarta e quinta-feira (20 e 21 de fevereiro), em Interlagos, sendo a primeira participação dos irmãos Vitor e Felipe Baptista como pilotos da Academia Shell Racing em 2019 na Porsche Cup. A temporada de Sprint começa em 16 de março, passando por Curitiba, Velo Città, Termas de Río Hondo, voltando a Interlagos em 21 de setembro, fechando o campeonato como preliminar do GP do Brasil de F1, em 17 de novembro.