Porsche

Iorio exalta oportunidade com Junior Program e espera “ano bem ocupado” entre Porsche Cup e Stock Light

Matheus Iorio embarcou em uma nova aventura em 2019. Com sua carreira toda nos carros de fórmula, vai passar a guiar agora carros de turismo. Realista com as expectativas, está feliz com a oportunidade de poder participar tanto da Porsche Cup como da Stock Ligth

Grande Prêmio / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
Matheus Iorio tem um grande desafio para a temporada 2019: realizar a transição dos carros de fórmula para os de turismo. E nessa jornada, vai disputar o campeonato na Porsche Cup, correndo na classe Carrera Cup 3.8.
 
O piloto não é um total iniciante na categoria monomarca. Quando ainda corria na Europa em 2018, chegou a participar de algumas provas de Endurance, já começando a conhecer o ambiente e os carros.
 
Mas este ano marca sua estreia na temporada inteira. Apesar de feliz com a oportunidade, Matheus manteve as expectativas em um campo bastante realista. “Acho que, pensando na minha transição dos monopostos para os carros de turismo, estou bem focado em evoluir bastante e aprender o máximo que eu posso”, disse ao GRANDE PRÊMIO.
 
“Não tenho muitos números na cabeça em questão de resultado, é mais uma questão de enxergar nas pequenas coisas a minha evolução no momento e isso vai ser a chave do campeonato”, completou.
Matheus Iorio (Foto: Luca Bassani)
E o piloto vai contar com um importante apoio para o ano. Participando da segunda edição do Junior Program, foi um dos vencedores da bolsa, que custeia parte do campeonato. “[Vencer o Junior Program] É um motivo a mais para me orgulhar”, ressaltou.
 
“Não tenho nenhum patrocínio, então é o que estou usando no carro. O apoio da Porsche, desse programa, está se mostrando muito importante para mim principalmente. Não tinha expectativa de correr no Brasil e nem fora do país, mas acabou dando certo aqui como também na Stock Light. Então o Junior Program tem um grande papel”, completou.
 
E como Iorio comentou, a Porsche Cup não vai ser o único desafio que vai encarar em 2019. Além da Carrera Cup 3.8, vai também disputar a Stock Light, categoria de acesso para a Stock Car. Ou seja, vai fazer jornada dupla nas pistas.
 
“Acho que não tem nada melhor para um piloto do que estar na ativa. Óbvio que vou ter que me preparar bem para saber diferenciar as guiadas dos dois carros, setup, motor, tudo”, reconheceu.
 
“Mas estou muito feliz em participar das duas categorias, estar no final de semana junto com a Stock, junto com a Porsche, duas categorias que com certeza estão entre as maiores do Brasil. Isso só me deixa mais feliz de estar sempre no carro, sei que vai ser um ano bem ocupado para mim”, seguiu.
 
Por fim, Matheus falou sobre o calendário da Porsche Cup e sobre a categoria passar por Interlagos mais de uma vez no ano. Aos seus olhos, isso passa longe de ser um problema. “Acho que não tem nada a prejudicar. Quando a gente fala que corre muito em Interlagos, querendo ou não nunca é na mesma condição de pista, então sempre tem a agregar. Vou correr em Interlagos também duas vezes pela Stock Light, então acho que isso ajuda mais ainda, acho que não tem nada a prejudicar, só ajudar”, encerrou.