Porsche

Neugebauer/Jimenez cita boa sensação na Endurance Series, mas reconhece que “pole não vale muito”

Werner Neugebauer e Sergio Jimenez trataram de voar na classificação da Porsche Endurance Series. Nesta sexta-feira (12), os pilotos fizeram a média de 1min23s545 para conseguir a posição de honra do grid. Mesmo comemorando a pole-positon, reconheceram que largar em primeiro não tem muita influência em uma prova de longa duração
Warm Up / NATHALIA DE VIVO, de Goiânia
Werner Neugebauer e Sergio Jimenez não poderiam pedir um desfecho melhor para a sexta-feira (12), em Goiânia. Na classificação da Porsche Endurance Series, a dupla voou, cravou a marca de 1min23s545 e conquistou a pole-position para a prova.
 
Entrando em grupos diferentes na tomada de tempos, cada piloto fez sua marca para definir a posição de largada. Enquanto Werner anotou 1min24s018, Sergio cravou 1min23s072 – giro mais rápido do final de semana.
 
Neugebauer não escondeu a satisfação em largar da pole-position, apesar de reconhecer que, em provas de longa duração, a primeira colocação não tem tanta importância. “O Jimenez fez uma baita volta, era o que precisava fazer. Também fiz uma volta boa, mas não foi tão boa, fiquei em segundo no meu grupo, mas fiz minha parte, passe a batata quente para ele e ele conseguiu cravar um temporal”, contou ao GRANDE PRÊMIO.
 
“Agora é trabalhar para amanhã. Classificação de endurance não vale muito, não é tão importante, mas é importante. É bom estar bem posicionado para largar bem e fugir de enrosco. A sensação é muito boa, mas não é o que vale, o que vale é o pódio”, completou.
Neugebauer e Jimenez comemoram vitória (Foto: Luca Bassani)
O calor tem marcado presença em Goiânia, e Neugebauer ressaltou como a hidratação é essencial. “Está muito calor mesmo. Tem que focar em uma hidratação boa, ficar mais quieto concentrado, tomando água e focado na corrida. Não tem muito que fazer”, comentou.
Jimenez repetiu o discurso do companheiro, reforçando que “a corrida é longa, sabemos. A pole é mais uma satisfação de ser o mais rápido do fim de semana, isso deixa qualquer piloto contente, com certeza”, disse.
 
“Consegui aproveitar a volta do pneu, Werner fez um trabalho excelente também. Conseguimos fazer a pole que perdemos por pouco em Interlagos e aqui conseguimos cravar”, emendou o piloto.
 
Iorio comemora bom resultado na Porsche Endurance Series em Goiânia: “Sempre bom começar assim”
 
Na classe 3.8, quem ficou com a pole-position foi a dupla Carlos Renaux/Matheus Iorio. Com duas boas voltas, os companheiros fecharam com o tempo de 1min26s459 para ficar com a posição de honra do grid.
 
Iorio, inclusive, é quase estreante na categoria. A última, e única, vez em que pilotou na Porsche foi em 2016, ainda no carro Challenge.  Com isso, o piloto comemorou a boa adaptação e o resultado positivo conquistado.
 
“Sempre bom começar com resultado assim. Vim para a categoria em 2016 com os carros antigos, voltar para cá com uma pole com Carlos dessa foi muito positivo, legal. Agora temos que focar para sermos constantes para a corrida”, explicou. “Os carros são totalmente diferentes, não estava esperando ter que frear com tanta força em um carro de turismo, mas acho que consegui me adaptar rápido. Ainda falta um pouco, mas foi um ótimo trabalho de todos”, encerrou.
 
A segunda etapa da Porsche Endurance Series acontece neste sábado, em Goiânia. A corrida tem previsão de largada ás 15h10 e duração de 300 km ou 2h45. Você acompanha tudo pelo Facebook do GRANDE PRÊMIO.