Porsche

Paludo vence movimentada corrida 1da Porsche Cup em Interlagos. De Barros é campeão na GT3 Cup 4.0

A decisão da Porsche Cup, em Interlagos, começou pegando fogo. No sábado (10), Miguel Paludo venceu a agitada corrida 1 da Carrera Cup 4.0, enquanto Sylvio de Barros subiu ao degrau mais alto do pódio para sagrar-se campeão da GT3 Cup 4.0. Na classe 3.8, Eloi Khouri e Carlos Renaux foram os nomes do dia
Warm Up, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de Interlagos
 Miguel Paludo (Foto: Victor Eleutério)
O primeiro dia da etapa final da Porsche Cup começou já pegando fogo. No sábado (10), em Interlagos, a categoria contou com duas corridas movimentadas que animaram o público que estava presente no autódromo e já definiram o título da GT3 Cup 4.0.
 
O dia começou com a disputa da classe 4.0, que foi marcada por um forte acidente ainda na largada. Na reta, Marcel Visconde e Adalberto Baptista acabaram se envolvendo em um enrosco e batendo. Com isso, foi necessária a entrada do safety-car, que ficou na pista por cerca de 10 minutos.
 
Quando houve a relargada, Miguel Paludo se manteve na primeira colocação, com Werner Neugebauer logo em seguida. A dupla já abria vantagem para o restante do pelotão, que tinha JP Mauro no terceiro posto.
 
Enquanto isso, na classe GT3 Cup 4.0, Sylvio de Barros, que precisava cruzar a linha de chegada apenas na quinta colocação para sagrar-se campeão, administrava bem a vantagem para Maurizio Billi.
Sylvio de Barros (Foto: Victor Eleutério)
Na nona volta, Paludo já estava confortável na ponta da corrida, com um respiro de quase 3s para Werner, enquanto Marçal Müller superava JP para tomar a terceira colocação. Nas voltas finais, Ricardo Baptista bem que tentou, mas não conseguiu bater Mauro.
 
No degrau mais alto do pódio, então, ficou Paludo, com Werner, Marçal, JP Mauro e Ricardo Baptista completando o top-5.
 
Na classe GT3 Cup 4.0, De Barros fez grande prova e apostou no bom desempenho e cabeça fria para conseguir faturar a vitória e colocar as mãos no caneco da temporada 2018. Maurizio Billi, Rodolfo Toni, Rodrigo Mello e Carlos Ambrósio fecharam os cinco primeiros.
 
No fim da tarde do sábado, foi a vez da classe 3.8 ir para a pista. 10 minutos antes da largada, porém, a chuva começou a cair em Interlagos e obrigou todos os pilotos a trocarem os pneus de pista seca para condição molhada. Por medida de segurança, a largada foi realizada com safety-car.
 
Com a bandeira verde tremulando em Interlagos e a prova autorizada, Bruno Baptista fez grande largada pulando de quarto para segundo, enquanto Eloi Khouri conseguiu se manter na primeira colocação.
 
Logo atrás, Pedro Aguiar mostrava bom ritmo e ultrapassava Vitor Baptista na quinta volta, assumindo o quinto posto. Na ponta do pelotão, Khouri seguia com ótimo desempenho e se afastava de Bruno, que sofria pressão de Marcel Coletta, o terceiro.
Eloi Khouri (Foto: Victor Eleutério)
Na categoria GT3 Cup 3.8, Nelson Monteiro liderava a disputa, com Marco Billi e Paulo Totaro esquentando a briga pela segunda colocação. Entretanto, acabaram se tocando e caíram para o fim do pelotão.
 
Nas últimas voltas, Eloi já tinha vantagem suficiente para vencer sua primeira corrida na temporada. Bruno Baptista, Marcel, Pedro Aguiar e Matheus Coletta completaram o pódio do dia.
 
Na categoria GT3 Cup, Nelson Monteiro era o líder até a penúltima volta, quando rodou e jogou o triunfo no colo de Carlos Renaux. Ayman Darwich foi o segundo colocado, com Patrick Choate, Monteiro e Paulo Totaro fechando o top-5. Mais tarde, Totaro foi punido e jogado para oitavo, com André Gaidzinski ficando em quinto.