Porsche

Tom Filho cita corrida “bem disputada” da GT3 Cup na Porsche Cup e comenta junção do grid: “Formato perfeito”

Tom Filho terminou a etapa de abertura da Porsche Cup da melhor maneira. Neste sábado (16), o piloto se esquivou de problemas, mostrou grande desempenho e garantiu a vitória da classe GT3 Cup 4.0 na corrida 2 de Interlagos
Grande Prêmio / NATHALIA DE VIVO, de Interlagos
Tom Filho encerrou a primeira etapa da Porsche Cup da melhor maneira. Neste sábado (16), o piloto fez bom desempenho, se livrou dos problemas e cruzou a linha de chegada da corrida 2 na primeira colocação.
 
O piloto avaliou seu final de semana em Interlagos, relatando um problema em suas costas que acabou prejudicando na primeira disputa do dia. “Delícia [terminar o dia vencedo], primeiro lugar. Estou com bastante dor nas costas desde ontem. Estou com bastante problema nas costas, e a primeira corrida foi sofrida, estava meio bagunçado”, explicou ao GRANDE PRÊMIO.
 
“Toda vez que doía eu dava uma errada, estava com problema de concentração. Na segunda eu melhorei bem. Não dá para dizer que não foi sorte, porque foi sorte também, faz parte do campeonato, estava no meio e consegui escapar”, continuou.
 
“Quando faz linha 3, 4 carros dá alguma espalhada. Fiz uma trajetória mais defensiva e deu certo. No primeiro safety-car, na relargada, dei uma moscada, bobeei, dava para ter buscado alguma coisa melhor na geral. Mas não dá para reclamar, foi maravilhoso”, completou.
 
Tom ainda falou sobre a prova ter sido movimentada e a experiência da junção do grid com a Carrera Cup. “Foi uma corrida cheia de dramas e ultrapassagens, foi gostosa, bem disputada. O pessoal da 3.8 foi muito, muito parceiro. Estou feliz, o formato ficou perfeito”, concluiu.
Nelson Monteiro (Foto: Luca Bassani)
Nelson Monteiro comemora vitória após começo de final de semana “negativo” na Porsche Cup
 
Na classe 3.8, quem cruzou a linha de chegada na primeira colocação foi Nelson Monteiro. Após um começo de final de semana não tão positivo, o piloto comemorou a vitória após uma disputa bastante movimentada. “A etapa começou bem negativa”, disse ao GP.
 
“Largou em 18º, a classificação debaixo de chuva não foi bom. Optamos por uma estratégia que não deu certo, acabei largando lá no fim. Mas acabou que deu para fazer várias ultrapassagens e chegar em segundo lugar na primeira corrida. Aí, na segunda corrida, com inversão de grid eu larguei em terceiro e aí foi uma corrida bem bacana”, seguiu.
 
“Houve muita troca de posições, o cara atrás de mim pressionando. Mas então houve dois safety-car, e quando houve a relargada o primeiro colocado acabou rodando. Nisso ultrapassei ele e fiz a última volta na ponta dos dedos e chegar em primeiro. Estou muito feliz”, completou.