Porsche

Ziemkiewicz e Baptista comemoram vitórias inéditas na Porsche GT3 Cup em Interlagos: “Difícil achar palavras”

A última etapa da Porsche GT3 Cup viu dois pilotos inéditos subirem no degrau mais alto do pódio. Em Interlagos, Adalberto Baptista e Rouman Ziemkiewicz fizeram provas irretocáveias para conquistarem suas primeiras vitórias, resultado muito comemorado pela dupla
Warm Up / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
 Rouman Ziemkiewicz (Foto: Luca Bassani)
A Porsche GT3 Cup passou, no último final de semana, por Interlagos. Além do circuito paulistano marcar a quarta etapa da temporada 2018, também foi palco das primeiras vitórias de Adalberto Baptista e Rouman Ziemkiewicz.

Na primeira corrida do dia, o #10 largou da quarta posição, pulou para a ponta no início da disputa e dali não saiu mais. Com isso, subiu no degrau mais alto do pódio pela primeira vez na GT3 Cup 4.0, coincidentemente no mesmo dia que seu filho, Bruno Baptista, também venceu na Porsche Carrera Cup 3.8.
Adalberto Baptista (Foto: Reprodução)
“A gente vinha com uma má sorte, mas hoje deu tudo certo. Espero que seja uma mudança e que de agora em diante a gente tenha outros bons resultados. É uma experiência inigualável, vencer no mesmo dia do meu filho”, contou.

Na segunda prova daquele gelado sábado, Ziemkiewicz saiu da pole-position e na primeira colocação ficou por grande parte dos 25 minutos. No entanto, acabou perdendo a ponta do pelotão para Adalberto. Nos metros finais da última volta, no entanto, acabou retomando a posição e ganhando.

Esse também era o primeiro triunfo do #80 na classe. Após a corrida, não poupou a felicidade e a comemoração pelo ótimo resultado. “Eu vou falar que é difícil de achar palavra nessa hora, é surreal. Resultado de muito trabalho, muita dedicação, muita concentração”, disse ao GRANDE PRÊMIO.

“O maior problema de quem está na frente é a ansiedade de não ficar olhando para trás. Foi maravilhoso. Minhas duas primeiras provas foram muito complexas, mas agora volto a recuperar”, encerrou.