Al-Attiyah vence mais uma etapa dos carros no Dakar. Peterhansel termina em segundo e toma liderança de Despres

Piloto catari repetiu desempenho da etapa de sábado e terminou os 296 km entre Pisco e San Juan de Marcona na frente entre os carros. A liderança trocou de mãos - porém, foi de Cyril Despres para Stéphane Peterhansel, que manteve a Peugeot em primeiro. Nos caminhões, Federico Villagra superou Eduard Nikolaev

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

3ª ETAPA | 8 de janeiro
Pisco (PER) – San Juan de Marcona (PER)
 
Trecho cronometrado: 208 km
Percurso total: 296 km

Nasser Al-Attiyah repetiu nesta segunda-feira (8) o feito do último sábado e novamente venceu a etapa do dia no Rali Dakar – desta vez entre Pisco e San Juan de Marcona, ambas idades no Peru, com trecho cronometrado de 208 km (total de 296 km). O catari da Toyota foi dominante durante todo o percurso.

Com o triunfo, Al-Attiyah subiu para a terceira colocação geral, após ter caído para quinto no domingo, quando perdeu tempo graça à mal-estar do copiloto Mathieu Baume. Nesta segunda, o catari passou em todos os pontos de referência com a primeira colocação – exceto o primeiro da etapa.

Ele está, agora, a 7min43s do líder, que é inédito no Dakar 2018: Stéphane Peterhansel, que manteve a Peugeot no topo ao tomar a primeira colocação de Cyril Depsres, líder ao final do domindo.

Nasser Al-Attiyah, da Toyota (Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)

Peterhansel terminou em segundo a etapa Pisco-San Juan de Marcona, o suficiente para assumir a ponta com 6h34min58s. Foram quase quatro minutos à frente de Despres na etapa – o francês ficou a quase oito minutos de Al-Attiyah.

A Peugeot dominou o top-5, apesar da vitória ter sido da Toyota. Se Peterhansel foi segundo e Despres quarto, foi Carlos Sainz que apareceu em terceiro, com Sebastien Loeb fechando os cinco primeiros. Loeb, assim, perdeu uma colocação na classificação, caindo para quarto, atrás do rival catari.

Nos caminhões, a liderança trocou de mãos. Eduard Nikolaev abriu os trabalhos em primeiro, mas teve dificuldades já no começo da terceira etapa do Rali Dakar. Perdendo tempo, o russo permitiu a reação de Federico Villagra, mais rápido da segunda-feira. O argentino, aliás, recuperou tempo a ponto de virar lider na classificação geral da competição.

A diferença entre os dois, todavia, é mínima: apenas 35s separam Villagra e Nikolaev. Mais atrás, a história é outra: Ayrat Mardeev é o terceiro colocado, mas deve 4min09s para o líder. Martin Macik e Aliaksei Vishneuski completam o top-5, respectivamente 13min18s e 24min27s atrás.

#GALERIA(8258,166549)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube