Rali

Amigo e piloto da Toyota, Calleja diz que Alonso só corre Dakar “se ver que tem chances de ganhar”

Jesús Calleja, piloto da Toyota que participou do Dakar, foi um dos que deu a dica sobre Fernando Alonso, seu amigo pessoal, querer participar do rali em 2020. Mas avisa: o espanhol só vai querer se perceber que pode ser o vencedor
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Que Fernando Alonso deseja participar do Rali Dakar em 2020, não é mais novidade: primeiramente, Nasser Al-Attiyah (líder entre os carros da atual edição) afirmou que Alonso fará um teste com ele; depois, a Toyota revelou que já faz planejamento para que o espanhol treine para o próximo ano.

Mas a cada dia pessoas próximos a esta história revelam novos detalhes: nesta terça-feira (15), por exemplo, foi a vez de Jesús Calleja, piloto espanhol e amigo de Alonso, afirmar que o bicampeão mundial da F1 só estará no Dakar do próximo ano com uma condição especial.

Calleja, que já abandonou o Dakar 2019, disse que o asturiano ou vai para vencer, ou não vai para o Dakar.
Fernando Alonso (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
"Ele gosta de grandes desafios. Não é segredo que ele vai testar com a Toyota. Mas isso não siginifica que ele vai correr o Dakar. Ele vai testar esta categoria. Vai testar com as melhores condições, provavelmente a melhor equipe... Vai ver se gosta e uma coisa em principal: se pode ganhar. Se ver que pode ganhar, vai correr. Se não, não corre", disse Calleja ao programa de rádio 'El Transitor'.

O espanhol ainda brincou sobre se seria parceiro de seu compatriota na aventura - e negou: "Não aceitaria ser copiloto de Fernando Alonso nem se estivesse louco." - antes de deixar claro que tem essa opinião por razões próprias, já que gosta de decidir o que fazer sem ouvir ninguém ao lado.

Por fim, disse que Alonso deve apresentar condições de participar do Dakar: "Ele é daqueles que superam os professores rapidamente", completou, citando que Al-Attiyah deve ajudar o piloto na empreitada.