Após Dakar “extenuante”, Varela assume que “esperava mais” do que 9° lugar

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin não conseguiram repetir os bons resultados de 2018 e 2019 nos UTVs do Dakar, e não esconderam que gostariam de uma posição melhor que o nono lugar ao final da prova na Arábia Saudita

Campeões em 2018 e terceiros em 2019, Reinado Varela e Gustavo Gugelmin não alcançaram tais resultados no Rali Dakar deste ano, na Arábia Saudita. Entre os UTVs, ficaram com a nona colocação – Casey Currie foi o campeão inédito

Eles chegaram a vencer duas especiais neste ano, incluindo a que encerrou a prova na última sexta-feira. E isso amenizou um pouco os problemas enfrentados na campanha, mas não tirou totalmente o tom de lamentação.

"Eu vou dizer que a gente esperava mais neste Dakar. Mas esta prova é tão extenuante que a gente fica feliz só de terminar", comentou Varela.

“Nós chegamos aqui embalados pelos resultados nos dois anos anteriores, com o título de 2018 e o bicampeonato escapando da gente no final da prova de 2019 devido a uma quebra. Mas este ano tivemos muitas dificuldades e problemas, que nos tiraram a chance de brigar pela ponta. Mostramos que seríamos competitivos e lutaríamos pela vitória na geral vencendo duas especiais. Acho que somando tudo, fomos até que muito bem", completou o piloto.

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin (Foto: Marian Chytka)

Entre os problemas citados pelos brasileiros está o insólito ocorrido na primeira etapa, quando a coluna de direção quebrou e eles conduziram o veículo com a improvisação de duas chaves de fenda.

"Esse momento já nos tirou do páreo pelo título. Caímos para 36º sexto na classificação, quase três horas atrás do líder em uma corrida na qual você briga por minutos para vencer. Era para termos abandonado a especial naquele momento, mas nos viramos e até fomos aplaudidos pela equipe na chegada daquele dia", contou Gugelmin.

"O roteiro deste ano teve muitas pedras de todos os tamanhos, causando abandonos em todas as categorias. O roteiro foi muito difícil, extremamente técnico, com muito foco na qualidade da navegação. Exigiu demais do equipamento e da tripulação. Com tudo isso, sim, a sensação de terminar é indescritível, é muito bom chegar ao final. Nós estamos felizes com o que conseguimos", concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube