Atual campeão, Price abre Rali Dakar 2020 com vitória nas motos

A edição de 2020 começou com o longo trecho entre Jeddah e Al Wajh e a vitória de Toby Price nas motos. Já nos quadriciclos, triunfo do dia foi do chileno Ignacio Casale

1ª etapa – Jeddah – Al Wajh
Trecho de especial: 319 km
Deslocamentos: 433 km
Trecho total: 752 km
 
 
A competição de motos do Rali Dakar 2020 na Arábia Saudita começou como terminou a edição anterior, no Peru: com Toby Price na liderança. O piloto australiano da KTM assumiu a liderança de vez entre o segundo o terceiro ponto de checagem para não mais perder. É um começo promissor para o bicampeão da prova.
 
"Não foi tão tranquilo quanto eu queria, mas felizmente o Matthias Walkner saiu um pouco da trilha, e eu aproveitei e entrei atrás dele e consegui parar de me enrolar com os mapas", afirmou o vencedor ao site inglês 'Motorsport.com'. 
Toby Price (Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)
Quem finalizou o dia como maior perseguidor de Price foi o norte-americano Ricky Brabec, da Honda, que terminou 2min05s atrás. Brabec fora o líder nas duas primeiras passagens em pontos de checagem, mas perdeu força e chegou a cair para sétimo antes de voltar ao segundo lugar. 
 
Foi Walkner, salvador de Price e companheiro de KTM, quem terminou na terceira colocação, apenas 2min40s atrás do australiano. Kevin Benavides, Sam Sunderland, Pablo Quintanilla, Joan Barreda Bort, Andrew Short e Adrien van Beveren, esse último 9min52s atrás do líder, fecharam o top-10. 
Ignacio Casale (Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool)
Outro campeão abre na frente nos quadriciclos
 
Assim como Price nas motos, foi o bicampeão Ignacio Casale quem começou o Dakar puxando a fila nos quads. O chileno liderou a especial inicial de cabo a rabo e encerrou em 4h17min37s. 
 
Grande rival de Casale nos últimos anos, Rafal Sonik terminou 5min36s atrás, na segunda colocação, enquanto Tomáš Kubiena, Giovanni Enrico, Manuel Andujar, Simon Vitse, Kamil Wisniewski, Alexander Giroud, Toni Vinigut e Leonardo Martínez fecharam o top-10. O boliviano Martínez, contudo, já está 49min18s atrás de Casale. Campeão de 2019, o argentino Nicolas Cavigliasso, não está no Dakar.
 
O rali segue na segunda-feira, no trecho entre Al Wajh e Neom. Serão 393 km totais, dentre os quais 367 km de especial.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube