Com lesões no pulmão e fraturas na clavícula e costelas, Van Beveren tem condição estável após acidente no Dakar

Por meio de comunicado, a Yamaha confirmou as lesões sofridas pelo piloto francês Adrien Van Beveren, que sofreu uma forte queda a apenas 3 km do fim da especial da última terça-feira, entre Salta e Belén, na Argentina. O competidor, que ocupava a liderança na competição das motos, espera voltar ao país-natal nos próximos dias

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O desfecho da mais difícil etapa da 40ª edição do Rali Dakar ficou marcado pelo forte acidente que tirou de combate ninguém menos que o então líder da competição nas motos, Adrien Van Beveren. Com apenas 3 km de trecho cronometrado para chegar à zona de meta, em Belén, na Argentina, o francês perdeu o controle da sua Yamaha e caiu em alta velocidade. Grogue, Van Beveren ainda tentou levantar e seguir caminho com a moto, mas sucumbiu às lesões sofridas e teve de deixar, de forma dramática, o sonho de vencer pela primeira vez o maior rali do mundo.

 
Um dia depois do acidente, nesta quarta-feira (17), a Yamaha confirmou a extensão das lesões do seu piloto, que foi removido para um hospital em La Rioja, para onde foi transportado de ambulância. O comunicado diz que, após exames, foram diagnosticadas fraturas em uma clavícula e em duas costelas, além de uma lesão pulmonar.
 
Alexandre Kowalski, diretor da Yamaha, comentou a situação do agora ex-líder do Rali Dakar. “As primeiras horas após o incidente foram longas, mas felizmente a condição do Adrien foi estável durante a noite e esta manhã. Ele tem muitas dores, mas está respirando normalmente e ansioso para voltar à França o mais rápido possível”, comentou o responsável pela equipe.
 
“Ele esteve sob observação durante toda a noite, com os médicos de La Rioja confirmando o diagnóstico inicial de uma clavícula fraturada, duas costelas fraturadas e impacto nos seus pulmões em razão do acidente”, complementou o dirigente.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Kowalski também falou sobre a óbvia decepção do seu piloto, que esteve muito perto de vencer o maior e mais importante rali do planeta. 

 
“O Adrien está com o ânimo muito melhor, mas extá extremamente decepcionado por perder a chance de continuar na competição e na luta pela tão sonhada vitória no Dakar. Foi um golpe pesado em todos os membros da nossa equipe, mas todos nós estamos dando forças ao Adrien”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube