Dakar anuncia rota para 2014, elimina Peru e define Bolívia como destino ao lado de Argentina e Chile

Na manhã desta quarta-feira (20), em Paris, Etienne Lavigne anunciou o roteiro do maior rali cross-country do planeta. A prova terá início em 5 de janeiro de 2014 e terá largada em Rosário, na Argentina. Depois de passar pela Bolívia e pelo Chile, se encerra no dia 18, em Valparaíso

A Bolívia será o 28º país na história a receber o Dakar. A ASO (Amaury Sports Organisation), empresa que organiza e promove o maior rali cross-country do mundo, anunciou, na manhã desta quarta-feira (20), os países que farão parte do roteiro da edição de 2014 e também as cidades que receberão a largada, o dia de descanso e a chegada. Desta vez, diferente dos dois últimos anos, o Peru não fará parte do traçado.

A Argentina será o palco da largada do Dakar em 5 de janeiro de 2014 em Rosário e também receberá seis dias depois o domingo de descanso em Salta. Após passar pela Bolívia, a caravana da prova seguirá rumo ao Chile, que vai encerrar a prova em Valparaíso, no dia 18.

O Rali Dakar terá a Bolívia como novo destino em 2014 (Foto: Divulgação/ASO)

Rosário e Valparaíso são cidades que deram ao mundo figuras das mais importantes. Lionel Messi e Ernesto ‘Che’ Guevara, por exemplo, são naturais de Rosário, enquanto Pablo Neruda viveu muitos anos em Valparaíso.

Segundo o comunicado emitido pela ASO, o percurso será composto por cânions da região noroeste da argentina e vales de areia, além das dunas do deserto do Atacama, considerado o ‘coração’ do Dakar desde que a prova passou a ser realizada em solo sul-americano, em 2009. A expectativa da organização é adotar mais etapas maratona, levando pilotos e navegadores ao desafio de enfrentar condições extremas.

O grande vencedor do Dakar é Stéphane Peterhansel, dono de seis títulos nas motos e pentacampeão nos carros. O francês venceu o rali em 2013, assim como seu compatriota, Cyril Després, triunfou na competição das motos. O triunfo nos caminhões ficou com Eduard Nikolaev, da Kamaz, enquanto a vitória nos quadriciclos ficou, pela segunda vez, com Alejandro Patronelli.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube