Dário Júlio vence sétima especial, mas Zanol fica perto do título. Jean Azevedo cai e abandona Sertões

Cada vez mais próximo do seu primeiro título do Rali dos Sertões, Felipe Zanol ficou em segundo na sétima etapa, entre Alto Parnaíba e Bom Jesus, já no Piauí. Com Dário Júlio Souza e o surpreendente Nielsem Bueno, a Honda domina o top-3 nas motos

Etapa 7

Alto Parnaíba (MA) – Bom Jesus (PI)
Deslocamento inicial: 35 km
Trecho de especial: 277 km
Deslocamento final: 55 km
Total: 368 km

Faltando três dias para o fim do 20º Rali dos Sertões, Felipe Zanol está cada vez mais próximo de um título inédito em carreira. O piloto da Honda venceu a sétima especial da prova, entre a cidade maranhense de Alto Parnaíba e Bom Jesus, já do outro lado da divisa, no estado do Piauí. No entanto, Zanol, por exceder o limite de velocidade em trecho controlado do radar, sofreu uma punição, sendo assim acrescidos 10 minutos em seu tempo de prova. Dessa forma, a vitória na sétima especial, disputada neste sábado (25), foi herdada pelo seu companheiro de equipe, o também mineiro Dário Júlio Souza.

Foram 277 km de trecho cronometrado, com 90 km de deslocamento, totalizando 367 km entre Alto Parnaíba e Bom Jesus, completando assim a segunda etapa Maratona, que teve início no Jalapão. Dário Júlio completou o percurso em 4h09min13s, enquanto Zanol concluiu o percurso em 4h01min49s, mas com a punição, caiu para segundo lugar. Nielsem Bueno fechou o top-3 da Honda no início da reta final do Rali dos Sertões. Guto Klaumann e Ricardo Martins completaram o rol dos cinco mais rápidos do dia.

Dário Júlio herdou a primeira colocação de Zanol e venceu a sétima especial do Rali dos Sertões (Foto: Theo Ribeiro/Fotoarena)

Ao Grande Prêmio, na área de boxes organizada pelo Rali dos Sertões, em Bom Jesus, Zanol descreveu como foi a sétima especial da prova. “Foi uma etapa dura, bem difícil. Muito rápida, cheia de retas. Andei forte o tempo todo”, disse o mineiro.

A baixa mais importante do dia, em termos de competição, foi Jean Azevedo. O piloto de São José dos Campos brigava com Zanol e Dário Júlio pela vitória nas motos e figurava em terceiro lugar na classificação geral após seis etapas. Contudo, no caminho rumo a Bom Jesus, Jean sofreu uma queda e teve de abandonar a competição. Consciente, Azevedo foi removido para um hospital da região. Após exames mais detalhados, ficou diagnosticada fratura em uma costela do experiente piloto.

Outro piloto lesionado nessa especial foi Alexandre Pismel. Natural de Maringá, o piloto da Honda sofreu demais com o terreno acidentado da especial deste sábado. Logo que chegou ao parque fechado, em Bom Jesus, Pismel reportou ao Dr. Clemar Corrêa, médico oficial do Rali dos Sertões, a ocorrência de vários ferimentos em sua língua. O piloto, contudo, deve seguir na prova. Alexandre está em nono lugar na classificação geral, à frente do chileno Rodrigo Caballero, décimo.

Mesmo punido neste sábado, Zanol segue firme rumo ao seu primeiro título do Sertões (Foto: Theo Ribeiro/Fotoarena)

Sem Jean pela frente como adversário na luta pelo título, Zanol está com caminho livre para conquistar seu primeiro Rali dos Sertões. Agora o mineiro tem 24h43min20s de tempo total de prova, 26min11s mais rápido que Dário Júlio, que segue em segundo na classificação geral. Com a baixa de Azevedo, Nielsem Bueno assumiu o terceiro lugar. Guto Klaumann e Dimas Mattos, experiente piloto com várias participações no Dakar e no Sertões no currículo, completam a lista dos cinco melhores posicionados.

A oitava e antepenúltima especial do 20º Rali dos Sertões é a que vai definir a prova. Batizada como ‘Especial dos 20 anos”, a etapa terá 335 km de trecho cronometrado e é considerada pelo diretor do Sertões, Du Sachs, como a mais completa da competição, pois vai mesclar trechos de fazenda, com areia, além de ter uma paisagem belíssima rumo a Petrolina, com o Rio São Francisco dividindo os estados de Pernambuco e Bahia.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube