Em dia de drama de Alonso, De Villiers vence 2ª etapa e Terranova lidera Dakar

Fernando Alonso não foi o único a enfrentar problemas na primeira ‘perna’ da Super Maratona entre Al Wajh e Neom: Stéphane Peterhansel teve seus percalços durante o percurso especial de 401 km. A vitória ficou com o sul-africano Giniel de Villiers, enquanto o argentino Orlando Terranova assumiu a ponta do Dakar na classificação dos carros

2ª etapa – Al Wajh e Neom
Super Maratona (para carros e UTVs)
Trecho de especial: 367 km
Deslocamentos: 34 km
Trecho total: 401 km
 
A edição 2020 do Rali Dakar finalizou nesta segunda-feira (6) somente seu segundo dia de disputas, mas já indica uma batalha bastante parelha e imprevisível pela vitória. Foi um dia de triunfos africanos nas categorias principais do mais importante rali do mundo: enquanto Ross Branch, de Botswana, venceu entre as motos, o campeão de 2009, o sul-africano Giniel de Villiers, triunfou na competição dos carros entre Al Wajh e Neom, na Arábia Saudita. Orlando Terranova, segundo mais rápido na especial, assumiu a liderança geral do Dakar nos carros.
 
A peculiaridade no trecho cronometrado de 367 km foi na navegação. Isso porque os navegadores só receberam a planilha somente antes da largada da Super Maratona. Em etapas deste formato, os pilotos e navegadores não podem recorrer às equipes de apoio em caso de algum problema no carro, por exemplo. Só é permitido reparar o veículo por mãos próprias ou com o auxílio de outro competidor.
 
Se a jornada foi boa para De Villiers, não foi nada positiva para Fernando Alonso. Tendo ao seu lado o navegador Marc Coma — multicampeão do Dakar nas motos —, o piloto espanhol enfrentou um grande problema depois que acertou uma rocha escondida em meio às dunas da Arábia Saudita. A suspensão dianteira esquerda do seu Toyota Hilux ficou danificada, e a dupla teve de trocar várias peças para seguir em frente. Alonso e Coma completaram a etapa, mas perderam quase 2h40min em relação aos líderes.
Giniel De Villiers viveu uma grande segunda-feira no Dakar saudita (Foto: Red Bull Content Pool)
Dentre os pilotos da Toyota, o melhor mesmo foi De Villiers, o vencedor da etapa, que completou o trecho final com 3min57s de vantagem para Terranova, que corre com um Mini da equipe alemã X-Raid. Khalid Al-Qassimi, com um buggy privado da Peugeot, finalizou na terceira colocação, seguido por outra surpresa: o francês Mathieu Serradori, que corre com um buggy Century. 
 
Atual campeão do Dakar, Nasser Al-Attiyah terminou em quinto lugar na especial, ficando a 11min46s de De Villiers, um dos seus companheiros de equipe na Toyota. Em seguida, na sexta colocação, finalizou Carlos Sainz, um dos pilotos da Mini. Na sequência, finalizaram os Toyota do saudita Yazeed Al Rajhi e do lituano Benediktas Vanagas. Yasir Seaidan, também saudita, e Jérome Pélichet, fecharam a lista dos dez primeiros.
 
Por sua vez, Stéphane Peterhansel teve de lidar com problemas no volante e também perdeu tempo em relação aos ponteiros. O ‘Mr. Dakar’, que nesta edição corre ao lado do navegador luso Paulo Fiúza, ficou somente em 13º lugar, atrás também de do lituano Vaidotas Zala — vencedor da primeira especial —, e de Nani Roma, outro que enfrentou problemas ao longo da especial. Já Alonso e Coma concluíram a especial desta segunda-feira em 61º lugar na classificação geral. 
 
Com dois dias já disputados entre os carros, Terranova lidera com 4min43s de frente para Sainz, o vice-líder do Dakar. Al-Attiyah vem em terceiro, seguido por Serradori, Zala e De Villiers, enquanto Peterhansel caiu para a oitava colocação.
 
O prejuízo de Alonso e Coma nesta segunda-feira foi brutal, com a dupla despencando de 11º para a 48ª colocação no geral.

O campeão assume a ponta nos UTVs
 
Francisco ‘Chaleco’ López Contardo venceu a segunda especial do Dakar. O chileno travou uma disputa ao longo do percurso com Conrad Rautenbach, de Zimbabwe, e terminou o dia na frente. O africano liderou até o penúltimo waypoint, mas perdeu muito tempo no trecho final para finalizar em terceiro. Entre os dois completou o espanhol José Antonio Hinojo López.
 
Na sequência, três norte-americanos para fechar a lista dos seis primeiros: Austin Jones, Casey Currie e Mitchell Guthrie. Santiago Navarro, Sergey Kariakin e Cyril Despres, este multicampeão do Dakar nas motos e no seu primeiro ano como piloto de UTVs, completaram o top-10.
Francisco 'Chaleco' Lopez Contardo começa bem a defesa do título do Dakar nos UTVs (Foto: Red Bull Content Pool)
Depois do dramático primeiro dia de prova, Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin tiveram uma segunda-feira de recuperação. A dupla brasileira completou a prova em 11º lugar.
 
Com os resultados desta segunda, ‘Chaleco’ López agora é o líder do Dakar nos UTVs e tem 9min37s de frente para Currie, o segundo colocado, enquanto Hinojo López vem em terceiro, seguido por Kariakin e Jones. Varela e Gugelmin agora ocupam a 26ª colocação provisória do maior rali do mundo.

Batalha nos ‘brutos’ também tem novo líder
 
É da Bielorrússia o novo líder do Rali Dakar nos caminhões. Siarhei Viazovich venceu os 367 km da segunda especial da prova com o ‘bruto’ MAS e assumiu a liderança geral na categoria. Com tempo total de 3h47min44s, Viazovich, que está em seu oitavo Dakar e tem ao seu lado os navegadores Paven Haranin e Anton Zaparoschanka, terminou 1min46s à frente do #501 da Kamaz pilotado por Dmitry Sotnikov e tripulado também por Ruslan Akhmadeev e Ilgiz Akhmetzianov.
 
Também da Kamaz, Andrey Karginov terminou a 2min07s da liderança nesta segunda-feira e foi o terceiro, contando com Andrey Mokeev e Igor Leonov no seu caminhão #411. Martin Macik, Frantisek Tomasek e David Svanda, com um caminhão Iveco, ficaram na quarta posição. 
 
E Eduard Nikolaev, atual campeão e dono de cinco títulos do Dakar, sendo quatro como pilotos, foi o quinto ao lado de Evgenii Iakovlev e Vladimir Rybakov. Anton Shibalov, também da Kamaz, vencedor da etapa inaugural do Dakar 2020 ao lado de Dnitrii Nikitin e Ivan Tatarinov, terminaram em sexto a especial.
 
Com os resultados desta segunda-feira, Viazovich lidera o Dakar, agora com 4min20s de frente para Sotnikov, enquanto Karginov completa a relação dos três primeiros colocados. Shibalov, de líder no primeiro dia, agora caiu para quarto, 13min42s atrás de Viazovich.

Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube