Estreante no Rali Dakar, Martins celebra 1ª semana sem problemas em condições variáveis e destaca: “Moto está perfeita”

Estreante no Rali Dakar, o brasileiro Ricardo Martins celebrou ter escapado ileso de uma primeira semana marcada por muitos abandonos. Piloto de Santa Catarina exaltou a performance de sua Yamaha WR450 e ocupa a 61ª na classificação geral da prova

 

Estreante no Rali Dakar, Ricardo Martins escapou ileso de uma primeira semana marcada por muitos abandonos. Neste domingo (8), quando a maior e mais dura prova off-road do planeta chega à metade, o piloto catarinense fez um balanço de sua participação e se mostrou satisfeito com a estreia.

 
Passados os primeiros seis dias de disputa — com uma etapa cancelada por conta do clima na Bolívia —, Martins tem a 61ª colocação na classificação geral, 5h06min18s atrás de Sam Sunderland, o líder da prova.
Ricardo Martins celebrou semana livre de problemas no Dakar (Foto: Victor Eleutério)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Descansando na altitude de La Paz, Martins destacou que a primeira semana teve condições extremas, confirmando a previsão de um dos ralis mais duros da América do Sul.
 
“Passamos por muito calor, areia e, agora na altitude de La Paz, frio. Estamos congelando por aqui”, contou Ricardo. “A organização havia alertado que seria uma das provas mais difíceis já realizadas na América do Sul, e realmente está sendo”, continuou. 
 
“Apesar do grande número de baixas, seja por quebras ou por acidentes, estou ileso. Eu não tive nenhuma queda ou problema, absolutamente nada, e a moto está perfeita”, elogiou.
 
O cancelamento da sexta etapa não facilitou a vida dos pilotos, já que o deslocamento foi feito com chuva.
 
“Foi um dia de deslocamento debaixo de muita chuva e grandes altitudes, próximas dos quatro mil metros nas dunas”, relatou. 
 
Em seu primeiro Dakar, Martins contou que teve um pouco de dificuldade com a navegação, dificultada para esta edição, mas está se adaptando com o passar dos dias.
 
“Senti um pouco a questão da navegação por bússola CAP, pois não tinha nenhuma experiência, mas já estou me saindo melhor”, afirmou. “Tenho cumprido o planejado, que é ir com calma e não pensar no resultado, mas sim em acabar a prova, o que é uma grande vitória”, concluiu.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube