Rali

Hexacampeão, Ogier assume liderança do Rali de Monte Carlo. Com furo no pneu, Tänak cai para 7º

Sébastien Ogier fechou a sexta-feira, o primeiro dia cheio de estágios do Rali de Monte Carlo, na liderança. De volta à Citroën, o hexacampeão está apenas 2s à frente de Thierry Neuville. Ott Tänak foi prejudicado por um furo no pneu e caiu de líder na quinta-feira para sétimo lugar

Warm Up / Redação GP, de Sumaré
Primeiro dia cheio de especiais do Rali de Monte Carlo, a sexta-feira (25) no Principado terminou com o hexacampeão Sébastien Ogier na liderança geral da prova. O hexacampeão, que faz sua prova de reestreia pela Citroën, venceu dois dos cinco estágios ao longo do dia e agora comanda lidera o rali ao lado do navegador Julien Ingrassia. Contudo, a diferença para o segundo colocado, Thierry Neuville, da Hyundai, é muito apertada: apenas 2s.
 
O grande prejuízo desta sexta-feira ficou com Ott Tänak. Depois de um começo promissor de Rali de Monte Carlo com a Toyota ao terminar a quinta-feira na frente, o estoniano não conseguiu manter a performance nas primeiras especiais do dia e ainda sofreu com um furo no pneu no sétimo estágio, o que levou o piloto a perder 2min12s em relação aos adversários. Tänak completou a sexta-feira na sétima posição.
Sébastien Ogier assumiu a liderança do Rali de Monte Carlo (Foto: WRC/Twitter)
A terceira especial, que abriria o dia de competições no Principado, foi cancelada pela organização do WRC por motivos de segurança.  Vários torcedores se posicionaram em posições consideradas perigosas e, sem conseguir retirá-los em tempo para que o estágio tivesse início, a direção de prova optou pelo cancelamento.
 
Sébastien Loeb venceu sua primeira especial pela Hyundai, sua nova equipe no WRC, no quarto estágio do Rali de Monte Carlo. O lendário piloto francês, ao lado do navegador monegasco Daniel Elena, completou o trecho de 24,05 km entre Roussieux e Laborel em 14min42s1, sendo apenas 0s5 mais rápido que Neuville, que corre em parceria com o navegador belga Nicolas Gilsoul. Ogier ficou em terceiro, seguido pelo norueguês Andreas Mikkelsen, da Hyundai, e Tänak.
 
A liderança geral era de Neuville, mas Ogier partiu para o ataque nas duas especiais seguintes, vencendo os estágios 5 e 6. Mesmo assim, a ponta ainda se manteve nas mãos do belga da Hyundai, que tinha somente 1s4 de frente para o atual hexacampeão. O bote veio na sétima especial. Loeb venceu novamente, seguido por Elfyn Evans com o Ford Fiesta da equipe britânica M-Sport, e Ogier em terceiro. Neuville perdeu 24s7 em relação a Loeb e caiu para segundo na classificação geral.
Sébastien Loeb venceu suas primeiras especiais como piloto da Hyundai (Foto: Hyundai Motorsport)
O belga ainda buscou a recuperação e venceu o oitavo e último estágio do dia, seguido pelos Toyota Yaris de Tänak e Jari-Matti Latvala e o Hyundai i20 de Mikkelsen, enquanto Ogier fechou em quinto. No fim das contas, Seb completou o dia na frente do Rali de Monte Carlo, mas com somente 2s de frente para o belga. Já a diferença para o terceiro colocado, Mikkelsen, é bem maior, de 1min17s7.
 
Latvala ocupa a quarta colocação, 1min25s1 de atraso para Ogier, enquanto Loeb fecha em quinto, 1min25s9 atrás do compatriota. Com chances remotas de vitória, Tänak despencou de líder do primeiro dia para sétimo lugar, 2min34s9 de desvantagem para o hexacampeão mundial.
 
O Rali de Monte Carlo tem sequência neste sábado com mais quatro especiais. A prova de abertura do Mundial de Rali na temporada 2019 se encerra no domingo, também com quatro estágios.