Rali

Kariakin triunfa em primeira parte da etapa maratona e lidera Dakar nos UTVs. Brasileiros ficam no top-10

Uma pequena reviravolta na competição dos UTVs do Rali Dakar colocou Sergei Kariakin como novo líder da prova. O russo de 27 anos superou Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin na metade do trecho cronometrado e venceu a quarta especial. A dupla campeã perdeu quase 20 minutos entre o waypoint 8 e a zona de meta para finalizar em quarto

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
Etapa Maratona
4ª etapa – Arequipa – Tacna (carros, caminhões e UTVs)
Trecho de especial: 405 km
Deslocamentos: 259 km
Trecho total: 664 km
 
A acirrada competição dos UTVs do Rali Dakar 2019 tem um novo líder. Sergei Kariakin, que corre ao lado do navegador Anton Vlasiuk, venceu a quarta especial da prova, também a primeira parte da etapa maratona, entre Arequipa e Tacna, no Peru. A tripulação russa comprovou a evolução alcançada nas duas últimas especiais, quando finalizou em terceiro, e ainda contou com revés de dois candidatos ao título nesta quinta-feira (10): Francisco ‘Chaleco’ López e Reinaldo Varela.
 
De certa forma, o resultado final da etapa foi favorável aos brasileiros. Com exceção da dupla formada por Bruno Varela e Maykel Justo, todos os outros competidores do país inscritos no Dakar nos UTVs finalizaram entre os dez primeiros. 
Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin fecharam a etapa desta quinta em quarto (Foto: José Mário Dias/photosdakar.com)
Varela e Gustavo Gugelmin lideraram boa parte da especial, mas foram superados por Kariakin a partir da metade do trecho cronometrado e vinham em segundo até o oitavo waypoint. Só que a dupla campeã perdeu quase 20 minutos antes de cruzar a zona de meta, o que foi determinante para a tripulação brasileira terminar em quarto, atrás da dupla chilena formada por Rodrigo Javier Moreno e Jorge Gabriel Araya em segundo, 14min26s atrás de Kariakin, e Gerrard Farrés e Daniel Oliveras, em terceiro, com 26min11s de atraso para o conjunto líder.
 
Ignacio Casale, chileno que forma dupla com o compatriota Americo Aliaga, completou a lista dos cinco primeiros da etapa, seguido pelo estreante português Miguel Jordão, que conta como navegador ninguém menos que o campeão do Dakar em 2017, Lourival Roldan. 
 
Na sequência, terminaram os brasileiros Marcos Baumgart e Kleber Cincea, da X-Rally Team, e os companheiros de equipe Cristian Baumgart e Beco Andreotti, em sétimo e oitavo, respectivamente. Casey Currie, norte-americano que forma dupla com o espanhol Rafael Tornabell, completou em nono, à frente da tripulação portuguesa formada por Ricardo Porém e Jorge Monteiro.
 
‘Chaleco’ López, de líder na classificação geral, despencou depois de uma quarta etapa muito difícil. O chileno cruzou a zona de meta a 1h16min54s do tempo do grande vencedor do dia e viu cair por terra a ponta do Dakar nos UTVs.
 
Agora é o russo Kariakin o novo ponteiro da tabela de tempos. O piloto tem um tempo total de rali em 14h32min33s e está 11min26s à frente de Farrés. Rodrigo Javier Moreno subiu de quinto para terceiro e está a exatos 30min de Kariakin e a 30s do tempo de Varela, o atual campeão do Dakar nos UTVs, mantendo a quarta colocação na qual finalizou a quarta-feira.

‘Chaleco’ López despencou de líder para quinto lugar na classificação geral, perdendo 1h08min48s para o novo ponteiro da prova. Então aparece Marcos Baumgart na sexta posição, seguido pelo luso Miguel Jordão, parceiro de equipe de Roldan. E Cristian Baumgart vem em 11º, 2h08min51s atrás de Kariakin.