Líder nas motos, Barreda atropela vaca no segundo dia do Rali Dakar: “Não deu para desviar”

Líder do Rali Dakar na disputa entre as motos, Joan Barreda teve de lidar com mais um obstáculo no segundo dia de competições. Piloto espanhol não conseguiu desviar e atropelou uma vaca nos quilômetros finais do trecho cronometrado

As imagens do segundo dia do Rali Dakar

Joan Barreda conseguiu se manter na liderança do Rali Dakar após o segundo dia da competição, mas teve de lidar com um obstáculo extra. Faltando cerca de 70 km para o fim do trecho cronometrado, o espanhol se deparou com um grupo de vacas em uma área bastante rápida da especial.
 
Barreda chegou a desviar, mas uma das vacas teve a mesma reação e o espanhol não teve mais como escapar da colisão. Apesar do choque, Joan não se machucou, mas teve algumas pequenas avarias em sua Honda CRF450 RALLY.
Joan Barreda não conseguiu desviar e atropelou uma vaca na segunda-feira (Foto: Frederic Le Floch/DPPI)
“Nós estávamos em uma área muito rápida. Depois de uma curva, tinha um grupo de cinco ou seis vacas. Eu freei, inclusive saí da pista, mas uma vaca saiu na mesma direção e foi impossível desviar”, explicou.
 
Na colisão, o sistema de navegação da moto de Barreda foi danificado, o que dificultou o trabalho do espanhol no trecho final da prova. “Eu tinha de passar as páginas do ‘road book’ com a mão para chegar no final e perdi alguns minutos, mas depois do que aconteceu, o importante era salvar o dia e nós fizemos isso muito bem”, avaliou. 
 
Sam Sunderland, que perdeu o Dakar de 2013 após sofrer um acidente em um teste da Honda no deserto de Mojave dias antes da largada, venceu a especial de segunda-feira e assumiu o terceiro posto na classificação geral, com 2min33s de atraso para Barreda, o líder.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube