Navegador de 47 anos morre em acidente durante tradicional prova de rali na Escócia. Piloto está em estado grave

Organização do Rali de Mull, disputado na Escócia, confirmou a morte de um navegador em um acidente durante o evento deste sábado (10). O piloto foi encaminhado a um hospital, e não há informações sobre a gravidade do caso. Restante da prova foi cancelado

Morreu um navegador durante um acidente em uma prova de rali na Escócia neste sábado (10). O Rali de Mull, tradicional no Reino Unido, foi cancelado após a tragédia.
 
A morte foi confirmada pela federação britânica, a MSA, em um comunicado. Mais tarde, a organização do evento divulgou que o nome da vítima é Andy Mort. Ele tinha 47 anos e morreu na hora. O piloto, John MacCrone, 26, foi transferido de helicóptero para um hospital em Glasgow com lesões graves. Ambos são da ilha de Mull.
 
“A Motor Sports Association confirma que um competidor morreu e outro sofreu lesões em um acidente no Rali de Mull. O competidor que morreu de forma trágica era um navegador. Seu piloto foi transferido para um hospital. Mais ninguém se envolveu no incidente”, diz o texto.
 
“Como em qualquer sério incidente no automobilismo do Reino Unido, a MSA agora está trabalhando com os organizadores do evento e as autoridades competentes para estabelecer precisamente o que aconteceu nesta ocasião. A MSA fica entristecida por este trágico incidente e envia suas condolências à família e aos amigos do navegador, e deseja uma recoperação plena para o piloto”, completa.
 
Um total de 150 pilotos participavam do rali, paralisado após o acidente, que ocorreu no sétimo estágio.
Mull é uma ilha que fica na porção ocidental da Escócia (Foto: Reprodução)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube