Neuville supera Tänak por 1s3 e põe Hyundai na frente após segundo dia de disputa do Rali da Polônia

Na perseguição ao líder da temporada, Sébastien Ogier, Thierry Neuville começou bem o fim de semana do Rali da Polônia. Ao lado do navegador Nicolas Gilsou, o piloto belga levou o Hyundai i20 à liderança após oito especiais disputadas nesta sexta-feira. Mas a diferença para o segundo colocado, Ott Tänak, é mínima. Jari-Matti Latvala terminou o dia em terceiro, à frente de Ogier

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A luta pelo título da temporada 2017 do Mundial de Rali promete esquentar de vez com a disputa do Rali da Polônia, oitava etapa do campeonato, neste fim de semana. Sébastien Ogier, líder com 141 pontos, tenta se manter na ponta, mas tem de lidar com a força de Thierry Neuville, segundo colocado com 128. E foi justamente o belga quem conseguiu terminar a sexta-feira (30) na liderança da competição após vencer quatro das oito especiais do dia na cidade de Mikolajki, no nordeste da Polônia. 

 
A diferença para o segundo colocado do rali, Ott Tänak, da M-Sport Ford, é mínima: apenas 1s3. Jari-Matti Latvala, da Toyota, também vem perto, apenas 5s3 atrás, enquanto Ogier, companheiro de equipe do estoniano na M-Sport, vem na quarta colocação, 35s1 atrás do líder, mas ainda com chances de vencer na Polônia.
 
Ao longo do dia, Neuville e Latvala foram os mais rápidos, enquanto Tänak foi mais constante. Pela manhã, o finlandês da Toyota venceu duas especiais e dividiu o protagonismo com Neuville, que venceu os outros dois ao lado do navegador, Nicolas Gilsoul. No geral, Latvala, que corre ao lado do copiloto Miika Anttila, fechou a manhã em primeiro.
Thierry Neuville debaixo de chuva nesta sexta-feira no Rali da Polônia (Foto: Hyundai Motorsport)
Mas depois da sexta especial, que foi cancelada por motivo de segurança aos torcedores que acompanhavam o rali, Tänak estava perto de Latvala, apenas 2s3, enquanto Neuville tinha uma performance de altos e baixos e, mesmo vencendo as duas especiais da manhã, era o terceiro lugar na classificação geral, 7s9 atrás de Latvala. Naquele momento, a chuva se tornava mais intensa e era um complicador a mais para os pilotos.
 
Na sétima especial, Tänak tomou a liderança geral, enquanto Neuville subiu para segundo e Latvala perdeu nada menos que 7s para os ponteiros. A etapa foi vencida por Teemu Suninen, que compete também com um Ford Fiesta WRC da M-Sport. A partir de então, Neuville reagiu de vez para tomar a liderança da prova. Impecável, o belga venceu as especiais 8 e 9, enquanto Latvala se mantinha perto, mas em terceiro.
 
“Ainda é sexta-feira, de modo que não estou no limite. Enfrentamos algumas condições extremas, mas não havia necessidade de dar tudo naquele momento. Ainda é muito cedo e temos de nos manter próximos. Amanhã é um dia muito longo, com nove etapas”, explicou o líder do Rali da Polônia.
 
Na décima etapa, a superespecial realizada em Mikolajki Arena, a vitória ficou com Elfyn Evans, com o Ford Fiesta WRC #3 da M-Sport. Como foi uma etapa mais curta, não houve mudanças na ordem dos três primeiros, de modo que Neuville confirmou a sexta-feira na frente, seguido por Tänak e Latvala. Ogier ficou em quarto lugar. “Hoje tivemos etapas muito difíceis, sendo que uma parte do para-brisa quebrou por conta da terra e das pedras jogadas pelo carro de Neuville”, comentou o tetracampeão, que compete ao lado de Julien Ingrassia.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Hyundai fecha o rol dos cinco primeiros com Hayden Paddon e Seb Marshall à frente de outro carro da marca sul-coreana, pilotado pelo espanhol Dani Sordo e tripulado pelo compatriota Marc Marti. Correndo no Rali da Polônia pela Citroën — no lugar de Kris Meeke —, o norueguês Andreas Mikkelsen está em 12º na classificação total após uma sexta-feira complicada, com 2min48s5 de atraso para o tempo de Neuville.

 
A programação do Rali da Polônia ainda compreende mais nove especiais no sábado, enquanto o domingo reserva quatro etapas, incluindo o Power Stage em Paprotki, na prova que entrega pontos extra aos primeiros colocados.
POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube