Rali

Nikolaev aproveita abandono de principal rival e leva título dos caminhões no Dakar com quase 4 horas de vantagem

Eduard Nikolaev tinha a briga pelo título mais apertada entre todas as categorias no Rali Dakar. Mas, no penúltimo estágio, viu seu principal rival, o argentino Federico Villagra, abandonar. E acabou conquistando a vitória nos caminhões com tranquilidade
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Eduard Nikolaev (Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool)

14ª ETAPA | 20 de janeiro
Córdoba – Córdoba (ARG)
Trecho cronometrado: 120 km
Percurso total: 286 km

A disputa entre os caminhões era a mais apertada no Rali Dakar 2018 até a última sexta-feira. Até o fatídico momento em que Federico Villagra, diante de sua torcida, sofreu problema mecânico no km 79 do penúltimo estágio e foi obrigado a abandonar. Detalhe: o argentino havia largado na etapa entre San Juan e Córdoba apenas 1s atrás do líder, Eduard Nikolaev.

Bom para o russo, que não só venceu a etapa de sexta como, neste sábado (20), se deu ao luxo de terminar em quarto para, com tranquilidade, conquistar o bicampeonato consecutivo do Dakar, e seu terceiro na carreira.

Nikolaev acabou com vantagem de quase quatro horas para o vice, Siarhei Viazovich: 3h57min17s. Completou o pódio Airat Maardev, 5h22min34s distante do campeão.
Eduard Nikolaev (Foto: Red Bull Content Pool)
Na etapa inteiramente dentro de Córdoba, neste sábado, os caminhões foram so últimos a ultrapassar a limha de chegada. E a vitória ficou com Ton Van Genugten, com 11 segundos de vantagem para Martin Macik. Dmitry Sotnikov completou o top-3.

Nikolaev havia vencido o Dakar anteriormente em 2013, também com a Kamaz. Ele também foi vice em 2015 e terceiro em 2014.