Rali

Ogier leva a melhor em decisão dramática contra Neuville e vence Rali de Monte Carlo pela sétima vez

Sébastien Ogier coroou com vitória seu retorno à Citroën. Em uma batalha muito apertada desde o primeiro dia, o hexacampeão do mundo superou Thierry Neuville, da Hyundai. Mas não é exagero dizer que a Toyota foi o grande destaque, com vitórias em oito das 16 especiais no Principado
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Julien Ingrassia e Sébastien Ogier festejam vitória histórica para Citroën em Monte Carlo (Foto: Citroën)
Sébastien Ogier abriu a temporada 2019 do WRC com vitória no Rali de Monte Carlo, confirmada neste domingo (27). Mas não foi nada fácil para o piloto e seu navegador, Julien Ingrassia. A diferença final que o separou de Thierry Neuville foi a menor da história da clássica prova, apenas 2s2. O triunfo coroou um retorno triunfal à Citroën, marca que o francês de 35 anos pretende defender até o fim do seu contrato, em 2020, quando tem a intenção de encerrar sua passagem pelo Mundial de Rali. Foi a sétima vitória de Ogier em Monte Carlo e a 100ª da história da Citroën no WRC
 
Cabe um destaque à parte para a performance da Toyota. Ainda que Ogier tenha vencido em Monte Carlo, a marca japonesa triunfou em oito das 16 especiais, sendo que sete delas foram conquistadas por Ott Tänak. O estoniano só não lutou pela vitória porque teve de lidar com um pneu furado na sexta-feira, perdendo assim mais de 2min. 
 
Entretanto, Tänak mostrou que vai lutar pelo título neste ano e, com uma performance muito forte desde sábado, completou a prova no Principado em terceiro lugar, 2min15s2 atrás de Ogier.
Julien Ingrassia e Sébastien Ogier festejam vitória histórica para Citroën em Monte Carlo (Foto: Citroën)
O francês enfrentou problemas com o sensor de aceleração do novo C3 WRC e teve de lutar na raça contra Neuville. O belga da Hyundai não mediu esforços, venceu a 15ª e penúltima especial e reduziu a vantagem para Ogier para apenas 0s4. Até que veio o Power Stage, o último estágio da prova. Aí Seb só ficou atrás do Hyundai i20 de Kris Meeke, mas abriu 1s8 para Neuville, fechando então o Rali de Monte Carlo com 2s2 de frente.
 
Sébastien Loeb fechou sua primeira prova como piloto da Hyundai em quarto lugar, com 2min28s2 de atraso para o vencedor e compatriota, enquanto Jari-Matti Latvala, da Toyota, completou em quinto, seguido por Meeke, que faturou os cinco pontos extras pela vitória no Power Stage.
 
Gus Greensmith, que venceu na divisão WRC 2 Pro, completou em sétimo lugar no geral, à frente de Stéphane Sarrazin e Adrien Fourmaux, que completaram a relação dos dez que pontuaram neste fim de semana.
 
Com o desfecho do Rali de Monte Carlo, Ogier lidera a tabela com 21 pontos, contra 21 de Neuville e 17 de Tänak. Meeke aparece em quarto, com 13 pontos, enquanto Loeb fecha o top-5, com 12 tentos.
 
A segunda etapa da temporada 2019 do WRC, o Rali da Suécia, acontece entre os dias 14 e 17 de fevereiro, tendo Torsby como palco principal. A etapa é tradicional por ser a única totalmente disputada na neve ao longo do campeonato.