Rali

Ogier vence quatro especiais e termina sexta-feira quente na liderança do Rali do México

O hexacampeão mundial abriu 14s8 de vantagem para Elfyn Evans no primeiro dia cheio do Rali do México, disputado em León. O francês da Citroën é o dono do maior número de vitórias em especiais até agora, enquanto Ott Tänak e Thierry Neuville enfrentaram problemas

Warm Up / Redação GP, de Sumaré
Temperatura ambiente acima dos 31ºC e altitude além dos 2.750m. O Rali do México, terceira etapa do WRC, é antes de tudo um desafio climático que contrasta ferozmente com a etapa anterior, o gelado Rali da Suécia. Nas cercanias da cidade de León, em Guanajuato, Em um terreno predominante de terra, Sébastien Ogier levou a melhor na sexta-feira (8), primeiro dia cheio de provas no México. Com quatro vitórias em especiais, o hexacampeão do mundo completou o primeiro terço da prova na liderança ao lado do navegador Julien Ingrassia. 
 
Depois de Esapekka Lappi vencer a primeira superespecial da prova, ainda na noite de quinta-feira, quem começou bem o Rali do México na sexta foi Andreas Mikkelsen. A bordo do Hyundai i20, o norueguês venceu duas das quatro primeiras especiais da manhã, abrindo 1s6 de frente para Ogier, o segundo colocado. Mas Mikkelsen não teve sorte por muito tempo. 
Sébastien Ogier venceu quatro especiais na sexta-feira em León (Foto: Citroën)
Durante a segunda passagem pela especial El Chocolate, à tarde, o piloto levou azar ao acertar uma pedra, que danificou a suspensão do seu carro.
 
Só que Ogier ainda tinha uma outra ameaça da Hyundai, mas não era Thierry Neuville. Dani Sordo, que faz sua primeira etapa no WRC nesta temporada, andou muito perto do francês, ficando a menos de 2s após cinco especiais. Mas assim como Mikkelsen, o espanhol levou azar ao enfrentar um problema elétrico no seu i20.
 
O clima na Hyundai, claro, era de muita decepção. “Sordo teve uma pane elétrica. Já vi coisas piores na minha vida, mas não estamos aqui para que dois carros abandonem no primeiro dia”, afirmou o chefe da equipe, Andrea Adamo.
 
Daí em diante, Ogier e Ingrassia seguiram fortes e totalizaram quatro vitórias em especiais, sendo uma pela manhã e três à tarde, consolidando a liderança parcial do Rali do México.
 
Neuville e Ott Tänak também enfrentaram problemas semelhantes. Os dois sofreram com furos no pneu e perderam um bom tempo em relação aos ponteiros. Tänak, líder do campeonato, conseguiu se recuperar a ponto de vencer a última especial do dia, seguido por Neuville e Ogier. Jari-Matti Latvala, companheiro de equipe de Tänak na Toyota, abandonou por conta de problemas no seu Yaris.
 
Após nove etapas, Ogier lidera com 14s8 de vantagem para Elfyn Evans, piloto da M-Sport, que faz um rali bastante regular e constante, além de ficar livre de problemas. Kris Meeke, da Toyota, aparece em terceiro, seguido por Tänak, 37s1 atrás do líder, e Lappi fecha o quinto, com Neuville vindo na sexta colocação.
 
O sábado vai ser intenso nas cercanias de León com a disputa de mais nove especiais do Rali do México. A terceira etapa da temporada 2019 do WRC se encerra neste domingo, com a realização de outros três estágios, todos no período da manhã.