Rali

Peterhansel destaca empenho por “objetivo do ano”, mas vê Dakar como “mais estresse do que diversão”

13 vezes campeão do Rali Dakar, Stéphane Peterhansel admitiu que sempre pensa em se aposentar da disputa, mas conclui que ainda precisa da adrenalina. O francês reconheceu, no entanto, que a prova off-road é “mais estresse do que diversão”

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Dono de 13 vitórias do Rali Dakar ― seis de moto e sete de carro ―, Stéphane Peterhansel admitiu que anualmente questiona sua continuidade na modalidade, mas acaba por concluir que ainda precisa da adrenalina. Ainda assim, o francês de 53 anos reconhece que a prova off-road tem muito mais de estresse do que diversão.
 
Em entrevista ao jornal espanhol ‘As’ em conjunto com Cyril Despres, Peterhansel avaliou que o Dakar é “uma mescla de diversão e estresse”, mas não em partes igualitárias.
 
“É uma mescla de diversão e estresse”, disse Peterhansel. “Nós tentamos dar nosso máximo. Tem uma vitória no final e nunca é algo divertido ou cômodo. Em alguns momentos, você se diverte, mas eu diria que é mais estresse do que diversão”, seguiu.
Stéphane Peterhansel contou que sempre pensa em deixar o Rali Dakar (Foto: Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool)
O multicampeão lembrou que o Dakar e o “objetivo do ano” para os pilotos do cross-country, o que representa uma pressão extra.
 
“O Dakar é o seu objetivo do ano, você tem de ser bom nesta corrida”, ponderou. “O Rali do Marrocos, por exemplo, não se pode comparar. Com tanta responsabilidade e pressão, você deixa de se divertir”, considerou.
 
Em sua 31ª participação no Dakar, Stéphane reconheceu que sempre pensa em parar, mas contou que ainda precisa da adrenalina na prova.
 
“Comigo, acontece todos os anos a mesma coisa. Estou aqui disputando durante 15 dias, às vezes a vitória, às vezes com um mal resultado, e me pergunto para que tanto trabalho, tanto compromisso, tanto estresse... Talvez seja demais. Tenho que parar”, comentou. “Mas, dois meses depois, eu digo: ‘Merda! No fim, eu preciso dessa adrenalina’”, completou.
 
Com apenas dois estágios para o encerramento da edição 2019 do Dakar, Peterhansel ocupa a quarta colocação na classificação geral dos carros, 53min30s atrás de Nasser Al-Attiyah, o líder da competição.