Sainz volta ao Dakar após ano sabático e corre em 2013 com buggy da equipe de Al-Attiyah

Depois de um ano longe do Dakar, Carlos Sainz voltará a disputar o mais importante rali do mundo no ano que vem, junto do campeão de 2011, Nasser Al-Attiyah

Campeão da edição de 2010, Carlos Sainz voltará ao Dakar na temporada 2013. Ele disputará a mais importante prova de rali do mundo, que começará no dia 5 de janeiro, pela equipe de Nasser Al-Attiyah. O carro ainda não foi anunciado oficialmente, mas a dupla deve competir com um buggy.

Sainz não participou da prova de 2012, quando optou por um ano sabático. Seu companheiro de equipe, por sua vez, competiu com um Hummer, mas abandonou a prova pela metade. Tanto Al-Attiyah, que sucedeu Sainz como campeão em 2011, triunfaram no Dakar competindo com a equipe oficial de fábrica da Volkswagen.

Al-Attiyah e Sainz vieram ao Brasil para a disputa do Rali dos Sertões em 2009 (Foto: David Santos Jr./Fotoarena)

Esta será a sexta aparição de Sainz no Dakar. A primeira delas aconteceu em 2006, ainda na África, quando ele venceu quatro etapas, mas terminou somente em décimo. No ano seguinte, ele dominou a metade inicial, porém, ficou para trás com problemas mecânicos. Sem a realização da edição de 2008, cancelada devido a ameaças terroristas, Sainz voltou ao rali em 2009, já na América do Sul, mas sofreu um acidente. A glória veio no ano seguinte. Em 2011, o piloto foi o terceiro colocado.

O time será patrocinado pela Red Bull, que possui uma relação um pouco mais profunda com a família Sainz. Carlos Sainz Jr., que disputou a F3 Inglesa em 2012, é piloto do Red Bull Junior Team e participou de treinos da World Series no mês de outubro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube