Ogier sustenta vantagem para Evans e abre temporada com vitória no Rali de Monte Carlo

Pela oitava vez, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia conquistaram o Rali de Monte Carlo, superando Sébastien Loeb no recorde de vitórias na centenária prova, que completa 100 anos exatamente em 2021. O piloto heptacampeão mundial manteve a dianteira perante seu companheiro de equipe na Toyota, Elfyn Evans e brilhou no Power Stage para fechar a disputa em grande estilo

Sébastien Ogier e Julien Ingrassia começaram da melhor forma a nova temporada do Mundial de Rali, que o francês promete ser a última da sua carreira na competição. A dupla heptacampeã mundial triunfou no Rali de Monte Carlo, a mais tradicional prova do calendário e que chega à marca de 100 anos de história justamente em 2021, chegando ao oitavo triunfo no Principado, superando o recorde de vitórias que pertencia a Sébastien Loeb e Daniel Elena. A dupla da Toyota sustentou uma vantagem construída desde sexta-feira contra os companheiros de equipe Elfyn Evans e Scott Martin para confirmar a vitória neste domingo (24), na esteira da performance soberana no Power Stage que marcou o desfecho do rali. Foi também a 50ª vitória da dupla em toda a sua trajetória no Mundial de Rali.

Depois que Ott Tänak venceu as duas especiais que abriram o Rali de Monte Carlo, ainda na quinta-feira, Ogier empreendeu uma performance dominante na manhã de sexta-feira para seguir na ponta. No período da tarde, um erro do francês e a boa performance de Evans levaram o britânico à liderança provisória no fim do dia.

SÉBASTIEN OGIER; JULIEN INGRASSIA; TOYOTA; RALI DE MONTE CARLO; VITÓRIA;
Sébastien Ogier e Julien Ingrassia venceram o Rali de Monte Carlo neste domingo (Foto: Toyota)


Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Na Garagem: Jutta Kleinschmidt é primeira mulher a vencer Dakar

Entretanto, no sábado, marcado pelo equilíbrio e pelas duras condições da pista ao longo das três especiais do dia, seja com neve ou gelo, Ogier reafirmou a condição de heptacampeão do mundo e foi mais constante que o adversário para retomar a liderança da prova e não mais perdê-la.

No domingo, foram quatro estágios antes da conclusão da prova. No primeiro deles, Ogier venceu com apenas 0s7 de vantagem para Thierry Neuville, da Hyundai, mas foi 8s mais rápido que Evans, o que ajudou a ampliar a vantagem na liderança geral da disputa para 21s.

Neuville, que tem como navegador o também belga Martijn Wydaeghe, levou o 13º estágio da prova com 4s5 de frente para Evans. Desta vez, o britânico terminou à frente de Ogier, mas por uma margem muito curta, somente 1s3, o que não mudou praticamente nada na classificação geral. Na 14ª especial, Sébastien foi bem melhor que seu concorrente direto à vitória e abriu mais 8s4 com a vitória no estágio, que teve as Hyundai de Dani Sordo e Neuville em segundo e terceiro, respectivamente, restando a Evans apenas o quarto lugar.

O Power Stage, estágio derradeiro e que, a partir deste ano, distribui pontos extras não apenas aos competidores, mas também aos construtores, teve a alternância de superfície: neve, asfalto seco e molhado e gelo. Em um traçado muito difícil e exigente, a ordem da largada foi inversa, com os primeiros colocados sendo os últimos a fazer o trecho da especial.

No Power Stage, o jovem Kalle Rovanperä, de apenas 20 anos, marcou 10min59s5 com seu Toyota Yaris WRC, superando Dani Sordo. Neuville, que veio logo depois do finlandês, também não conseguiu bater a marca, ficando provisoriamente em segundo lugar, 1s9 mais lento na especial, no momento em que Evans partia para os quilômetros finais do estágio.

SÉBASTIEN OGIER; JULIEN INGRASSIA; TOYOTA; RALI DE MONTE CARLO; VITÓRIA;
Sébastien Ogier e Julien Ingrassia venceram o Rali de Monte Carlo neste domingo (Foto: Toyota)

Evans foi bem no trecho de especial, foi aplaudido pela direção da Toyota, agora liderada por Jari-Matti Latvala, mas terminou 1s2 atrás de Rovanperä. Só restava mesmo Ogier para completar de vez o Rali de Monte Carlo.

O heptacampeão foi soberano em todo o trecho da especial e superou em muito a marca de Rovanperä, cruzando a linha de chegada 3s3 mais rápido para sacramentar, com perfeição, a vitória no Rali de Monte Carlo, fechando com 32s6 de vantagem para Evans.

Com o resultado deste fim de semana, Ogier e Ingrassia somam 30 pontos, contra 21 de Evans e Scott Martin. Neuville e Wydaeghe estão com 17, enquanto Ott Tänak, que teve de abandonar no sábado, fecha zerado a primeira etapa da temporada.

A segunda etapa do Mundial de Rali em 2021 seria o Rali da Suécia, mas a prova foi cancelada ainda no ano passado em razão da pandemia e das restrições de entrada impostas pelo governo local. No seu lugar, entra o Rali do Ártico, na Finlândia, tendo como base a cidade de Rovaniemi, no Círculo Polar Ártico. A disputa vai acontecer entre os dias 26 e 28 de fevereiro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube