Sertões: caminhões sofrem e têm especial encurtado. André Azevedo reclama da organização

Os caminhões têm passado por maus bocados neste início da 20ª edição do Rali dos Sertões. Se no primeiro dia a etapa acabou sendo cancelada, a última segunda-feira (20) foi marcada por problemas no percurso e o encurtamento do especial por conta da queda de uma ponte

Segunda etapa

Barreirinhas (MA) – Bacabal (MA)
Deslocamento inicial: 1 km
Trecho especial: 148 km (encurtado pela organização)
Deslocamento final: 365 km
Total percorrido: 514 km

Os caminhões estão passando por extrema dificuldade na 20ª edição do Rali dos Sertões. Se no domingo a etapa entre São Luís e Barreirinhas foi cancelada por conta do atolamento de alguns carros, o que impedia a passagem dos ‘brutos’ por parte do trajeto, a luta pelo título não começou da forma como os pilotos esperavam na última segunda-feira (21).

Após a passagem de vários veículos, uma ponte não resistiu e acabou caindo, o que fez com que a organização encurtasse o trecho especial de 148 km prevista para acontecer entre Barreirinhas e Bacabal. Com isso, o tempo de cada caminhão será contabilizado a partir do km 83, local próximo de onde a ponte estava. Pilotando um caminhão leve, apenas Amable Barrasa conseguiu completar o percurso sem problemas.

Amable Barrasa foi o único piloto dos caminhões que completou o percurso (Foto: Theo Ribeiro/Fotoarena)

Os pilotos enfrentaram diversos problemas pelo caminho, como o trio Barrasa, César Botas e Raphael Bettoni, que acertaram um cajueiro, o que dificultou a passagem dos outros pilotos pelo caminho. André Azevedo, Ronaldo Pinto e Maykel Justo foram uns do que sofreram as consequências. Ao tentar desviar da árvore, eles caíram em uma vala e perderam boa parte do dia para tirar o caminhão de lá.

Após ter que volta até quase o ponto de largada, Azevedo reclamou bastante da organização da prova. “Estou achando um pouco de descaso da organização em relação aos caminhões grandes”, disse o piloto ao site ‘webadventure’, após chegar a Bacabal quase às 23h.

“Ontem não pudemos entrar devido ao tipo de terreno, e hoje a organização não mediu as pontes em relação a nossa bitola”, reclamou. “Se uma ponte cai, como caiu ano passado comigo, não vou conseguir trator, não vou conseguir nada. Estou descontente com a organização em relação a categoria caminhões pesados”, completou.

O resultado da abertura da competição dos caminhões não foi divulgado pela organização do Rali dos Sertões até o momento.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube