Sertões: Collet vence nos UTVs, mas Sperancini segue rumo ao título. Watashi ganha etapa nos quadris

Em domingo marcado pelo terceiro incêndio em um UTV no Rali dos Sertões de estreia da categoria, a vitória ficou com Carlo Collet, mas Bruno Sperancini está cada vez mais próximo do título. Nos quadriciclos, melhor para Ernesto Watashi. Marcelo Medeiros segue líder

Etapa 8

Bom Jesus (PI) – Petrolina (PE)
Deslocamento inicial: 3 km
Trecho de especial: 335 km
Deslocamento final: 289 km
Total: 627 km

Por muito pouco o Rali dos Sertões para quadriciclos e UTVs não termina sem competidores. Graças a um esforço conjunto das equipes para reparar os equipamentos danificados nas sete primeiras etapas da prova, que neste ano completa 20 anos de história, seis quadris e cinco UTVs iniciaram a especial deste domingo (26), entre Bom Jesus, no Piauí, e Petrolina, já em Pernambuco.

Logo no início da ‘Especial dos 20 anos’, com trecho total de 627 km, sendo 335 km de percurso cronometrado, o UTV de André Suguita e João Henrique Arena pegou fogo. É o terceiro incêndio em um UTV desde o início da competição. Robert Nahas e Carlinhos Ambrósio também ficaram pelo caminho por conta da mesma falha. Suguita, assim como Ambrósio e Nahas, guiava um UTV Polaris. Tanto o piloto quanto seu navegador escaparam sem ferimentos.

Sperancini e Thiago Vargas estão cada vez mais próximos do título inédito nos UTVs (Foto: Theo Ribeiro/Fotoarena)

Dos seis quadriciclos que largaram, Paulo Roberto Kitagawa e Marcelo Dias completaram o percurso acima do tempo-limite, que é de 6h45min. Ernesto Jun Watashi levou a melhor na disputa com o líder do Sertões, Marcelo Medeiros, e completou o percurso em 5h34min20s, 2min15s à frente do piloto maranhense. Bento da Silva e Luiz Tarquinio Cruz, que não disputaram as duas últimas especiais, conseguiram completar a oitava etapa em terceiro e quarto, respectivamente.

Apenas três das cinco duplas que iniciaram a competição dos UTVs entre Bom Jesus e Petrolina conseguiram completar o percurso abaixo do tempo-limite. Carlo Collet, bicampeão do Rali dos Sertões, em 2002 e 2006, com quadris, venceu a especial deste domingo ao lado do navegador, o jovem Eduardo Shiga. Collet foi apenas 13s mais rápido que o grande favorito ao título deste ano, Bruno Sperancini, segundo colocado. Sylvio de Barros, que voltou à competição nesta etapa, completou o rol dos três primeiros ao lado de Pipo Mirone.

A vantagem de Sperancini para Collet é enorme e só uma série de problemas, ou uma grave falha em seu UTV, tira sua vitória, que está cada vez mais próxima. Bruno e Shiga lideram com 37h34min27s de tempo total de prova, 11h12min50s de vantagem para o segundo colocado, Collet. Edgley Sobrinho e Rodolfo Brito ‘cumprem tabela’ e estão em terceiro, com 12h26min2s atrás de Sperancini.

Nos quadriciclos, o Rali dos Sertões também se mostra quase definido, faltando apenas dois dias curtos de especiais rumo ao Ceará. Medeiros segue soberano e soma 36h56min32s, 7h22min19s à frente de Paulo Kitagawa. Ernesto Jun Watashi está ainda mais atrás, 15h52min16s atrás do maranhense, líder do Sertões.

A julgar pelos resultados até o momento, o Rali dos Sertões está prestes a conhecer dois novos vencedores. Medeiros jamais conquistou um título da prova, enquanto Bruno Sperancini pode entrar para a história a ser o primeiro campeão do Sertões correndo com um UTV, que neste ano ainda é considerada uma categoria experimental.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube