Sertões: Medeiros vence mais uma nos quadris e fica perto do título. Sperancini se aproxima da taça nos UTVs

Em disputa esvaziada e com apenas cinco ‘sobreviventes’, quadriciclos e UTVs têm suas competições praticamente definidas. Nas ‘gaiolas’, Bruno Sperancini e Thiago Vargas estão perto do título, enquanto Marcelo Medeiros está prestes a se tornar campeão dos quadris

Etapa 7

Alto Parnaíba (MA) – Bom Jesus (PI)
Deslocamento inicial: 35 km
Trecho de especial: 277 km
Deslocamento final: 55 km
Total: 368 km

Depois de sete etapas, incluindo duas maratonas, o Rali dos Sertões já tem seus campeões praticamente definidos nos quadriciclos e nos UTVs, categoria experimental que faz sua estreia neste ano no maior rali do Brasil. Os veículos pecaram pela falta de resistência e poucos chegaram à definição da prova. Dos nove quadris inscritos, apenas três permanecem na disputa, enquanto dois dos 11 UTVs seguem no Sertões 2012.

A sétima especial dos quadriciclos, neste sábado (25), entre Alto Parnaíba e Bom Jesus, já no estado do Piauí, teve a vitória de Marcelo Medeiros. O mais rápido da etapa foi Ernesto Jun Watashi. No entanto, o oriental sofreu uma punição e perdeu a vitória para o maranhense, que está muito perto do seu primeiro título no Rali dos Sertões. Paulo Roberto Kitagawa fechou a lista dos três primeiros. Somente os três seguem na disputa.

Marcelo Medeiros está próximo do título do Rali dos Sertões nos quadris (Foto: Theo Ribeiro/Fotoarena)

No resultado acumulado dos quadris, Medeiros tem 31h19min57s como tempo de prova. A diferença para o vice-líder, Kitagawa, é mais do que confortável: 6h13min54s. Watashi, por sua vez, está 15h54min31s atrás de Medeiros, restando apenas três especiais para a definição do 20º Rali dos Sertões.

A disputa nos UTVs já está praticamente definida. Perto do título, Bruno Sperancini e Thiago Vargas venceram mais uma especial, em que tiveram apenas uma dupla adversária: Carlo Collet e Eduardo Shiga. Dessa vez, o duelo até que foi equilibrado, com Sperancini batendo o rival por quase 7min4s.

No tempo total de prova, Sperancini e Vargas somam 31h30min02s, enquanto Collet e Shiga estão nada menos que 11h13min02s. Dessa forma, Collet precisa contar com uma série de problemas mecânicos de Bruno para voltar ao título do Sertões após ter sido bicampeão dos quadris, em 2002 e 2006.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube