Sunderland abandona e Van Beveren herda ponta das motos ao vencer 4ª etapa do Dakar. Kariakin ganha nos quadriciclos

Adrien van Beveren pintou como o novo líder do Rali Dakar 2018 nas motos com a vitória na etapa interna de San Juan de Marcona. Somado à vitória de Van Beveren, Sam Sunderland, atual campeão e então líder da atual edição do Dakar, sofreu um forte acidente e precisou abandonar a disputa. Nos quads, Sergei Kariakin quebrou o domínio de Casale e venceu, mas segue bem atrás do chileno no geral

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

4ª ETAPA | 9 de janeiro
San Juan de Marcona (PER) – San Juan de Marcona (PER)
 
Trecho cronometrado: 330 km

Percurso total: 444 km

A quarta especial do 40º Rali Dakar da história, nesta terça-feira (9), não terminou sem deixar vítimas. O atual campeão na competição das motos e que ocupava a liderança nesta edição, Sam Sunderland, abandonou o Dakar após sofrer um acidente por volta do quilômetro 330. Adrien van Beveren venceu a etapa interna de San Juan Marcona e assumiu a ponta da competição.

 
Sunderland vencera duas das primeiras três etapas do rali e colocava a KTM mais de 4min à frente do segundo lugar no começo da especial. A queda que ele sofreu foi forte, resultando em lesão nas costas e fazendo com que ele, a exemplo do que aconteceu com Nani Roma na última segunda-feira, precisasse ser levado de helicóptero até um hospital em Lima. Os médicos já descartaram a continuidade de Sunderland na disputa.
 
O abandono do líder abriu a competição. Van Beveren conseguiu tomar proveito e assumiu a liderança após vencer a segunda etapa dele no Dakar 2018. O francês da Yamaha travou uma disputa interessante com Joan Barreda, que chegaram a passar no segundo ponto de checagem com apenas 6s de diferença. Na sequência, no entanto, Xavier de Soultrait cresceu de rendimento e passou Barreda, mas não se aproximou de Van Beveren, que venceu por 5min01s.
Adrien van Beveren (Foto: DPPI)
A terceira colocação do dia ainda ficou com Matthias Walkner, pouco mais de 7min atrás. Com a ausência repentina de Sunderlando, Walkner e Toby Price agora são as esperanças da KTM de manter o título na Áustria. 

Pablo Quintanilla, Stefan Vitko, Daniel Oliveras Carreras, José Ignácio Florimo, Kevin Benavides, Barreda e Gerard Guell fecharam o top-10 da etapa.
 
No que diz respeito à classificação geral, Van Beveren tem o tempo de 11min03s23. O segundo colocado é o chileno Quintanilla, 1min55s atrás. Benavides é o terceiro colocado, logo à frente de Walkner, De Soultrait e Toby Price, esse já mais de 10min atrás do líder.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube