Rali

Toyota prepara plano de atuação para possibilidade de Alonso decidir correr Rali Dakar, diz revista

Fernando Alonso está na pista e, mais do que nunca, está para negócio. O bicampeão mundial de F1 quer ampliar seus horizontes e até se manifestou sobre a oportunidade de testar o carro que a Toyota usa no Rali Dakar. Desta forma, a montadora japonesa prepara um plano para o caso do espanhol desejar correr um Dakar completo
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
Desde que resolveu deixar a F1, a vontade de Fernando Alonso por correr em diferentes tipos de carros ganhou força. Por conta disso, a Toyota tem um plano para o caso do bicampeão mundial de F1 resolver que deseja participar do Rali Dakar. 
 
Alonso, que já até falou com Nasser Al-Attiyah sobre a possibilidade de testar o Hilux com o qual a Toyota disputa a mais famosa corrida off-road do mundo, mas também declarou que não se vê com talento para correr a sério. "Tenho que ser honesto e saber que não tenho talento para fazê-los."

Segundo a revista inglesa 'Autosport', a Toyota trabalhou num plano de ação para o caso de Alonso tomar essa decisão - o trabalho tem sido costurado nos últimos dois meses.
 
O chefe da fábrica dos projetos off-road da Toyota, Glyn Hall, admitiu a situação.
O Toyota #8 de Fernando Alonso e Sébastien Buemi (Foto: WEC)
"Nós já tivemos uma situação parecida com Giniel de Villiers, então tudo é possível, mas não é uma corrida fácil", disse. De Villiers foi quatro vezes campeão nacional de carros de turismo na África do Sul antes de partir para o Dakar.
 
"As habilidades de Fernando são excepcionais, vimos isso nos últimos 17 anos, ele evoluiu para se tornar um dos melhores do mundo", seguiu.
 
O trabalho de Hall, da Toyota e até de Al-Attiyah, caso seja mesmo chamado para ajudar, vai ser ensinar as partes específicas. Mas Hall acredita que o trabalho não será tão grande.
 
"Se você é um bom piloto, é um bom piloto e tem habilidades. Uma das coisas que Fernando viu em corridas da F1 é a capacidade de ouvir e pensar quando está no limite. É uma habilidade chave em ralis, porque você escuta copilotos, a corrida e complicada e você tem que pensar nisso", afirmou.
 
"A primeira coisa é a sensação do carro, comparar as sensações com um piloto do mesmo nível. Seria uma oportunidade fantástica não apenas para a Toyota e para o pessoal na África do Sul, onde o carro é fabricado, mas para todo o Dakar e comunidade do cross-country", falou. 
 
"Seria uma inspiração e uma história incrível para contar. Haveria muita emoção se Fernando viesse ao Dakar. Acho que o esporte iria explodir", encerrou.
 
O Dakar está no começo da segunda semana nesta edição de 2019 e termina na próxima quinta-feira.